Ligue-se a nós

REGIÕES

AÇORES: GOVERNO ESTÁ A NEGOCIAR LINHA CRÉDITO PARA APOIAR A PESCA

O Governo dos Açores está a negociar, com a banca, a criação de uma linha de crédito tendo em vista o “reforço da liquidez” dos armadores e dos pescadores no arquipélago, anunciou hoje o líder do executivo.

Online há

em

O Governo dos Açores está a negociar, com a banca, a criação de uma linha de crédito tendo em vista o “reforço da liquidez” dos armadores e dos pescadores no arquipélago, anunciou hoje o líder do executivo.

“Manteremos negociações com a banca no sentido de uma implementação de uma linha de crédito que dê apoio, no valor máximo de dois milhões de euros no total. E, eventualmente, por cada operação, para pequenas reparações e necessidades de armadores e pescadores, até 75 mil euros”, afirmou José Manuel Bolieiro.

O chefe do executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM) falava aos jornalistas após uma visita ao porto de pescas de Rabo de Peixe, no concelho da Ribeira Grande, ilha de São Miguel, onde esteve acompanhado do secretário regional do Mar e das Pescas, do presidente da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe e do dirigente da Federação das Pescas.

Bolieiro explicou que está a ser feito um trabalho “conjunto” para “formular regras” e “o acesso desburocratizado” a esse crédito que “se mostre necessário”, para “reforço de liquidez dos armadores e dos pescadores”.

Salientando que a safra deste ano permitiu a “valorização do pescado”, o presidente do Governo açoriano sublinhou, no entanto, que o executivo “não” é indiferente à “justa reivindicação dos armadores e pescadores”, devido aos sobrecustos decorrentes da crise inflacionista e do aumento das taxas de juro.

“Estamos a trabalhar em conjunto e a agilizar apoios e ajudas diretas”, assinalou.

José Manuel Bolieiro (PSD) acrescentou que as linhas de crédito de apoio à pesca correspondem “a um sentido holístico da intervenção” do executivo “enquanto política pública do Governo Regional” nestas áreas.

O chefe do executivo açoriano anunciou, também, que “até ao final do ano, e provavelmente ainda até ao final deste mês”, serão realizados os pagamentos das “ajudas diretas” à pesca, devido “aos sobrecustos dos combustíveis e dos seguros”, no âmbito da primeira candidatura.

Segundo o presidente do Governo, esses pagamentos envolvem uma verba de “cerca de 200 mil euros” e ajudarão “à liquidez de armadores e pescadores” que se candidataram à primeira fase destes apoios.

“Estaremos também empenhados e em colaboração com a Federação das Pescas em ir acompanhando no período de programação financeira plurianual da União Europeia 2021/2027 as melhores soluções para apoio também às pescas e à economia do mar nos Açores”, acrescentou.

Na deslocação ao porto de Rabo de Peixe, Bolieiro avançou que vai ser montado “um sistema de videovigilância” para “ser um instrumento colaborante e dissuasor da fuga à lota”.

O Governo dos Açores está igualmente a preparar uma campanha de promoção do pescado regional.

“Queremos puxar para cima o preço justo do pescado e da sua qualidade não só para consumo interno como para exportação”, sublinhou José Manuel Bolieiro.

Quanto ao porto de pescas de Rabo de Peixe, o presidente do Governo Regional disse que está a ser feito um trabalho para a aplicação de “um regulamento do reordenamento funcional” daquela infraestrutura.

“A infraestrutura tem muito potencial que precisa de melhorias e de mais investimento e os armadores e pescadores eles próprios fazem, e bem, esta exigência”, assinalou.

Por outro lado, indicou que a Lotaçor (Serviço de Lotas dos Açores) conta apresentar “para o primeiro semestre do próximo ano um projeto para o novo edifício da lota” de Rabo de Peixe, para ser “construído na chamada doca velha”.

“Consideramos os parceiros representativos dos pescadores, e em particular a Federação das Pescas, um verdadeiro elemento decisivo para, com conhecimento no terreno, colaborarem na formação das melhores políticas públicas para apoio aos armadores, pescadores, ao negócio das pescas e ao valor da economia do mar”, sustentou José Manuel Bolieiro.

REGIÕES

ABRANTES: INVESTIMENTO DE 19 MILHÕES PARA NOVA CENTRAL FOTOVOLTAICA

A Hyperion Renewables vai investir cerca de 19 milhões de euros na instalação de uma central fotovoltaica em Abrantes (Santarém), equipamento que terá uma capacidade instalada de 18 Megawatts (MW) e produzirá mais de 50 GWh/ano.

Online há

em

A Hyperion Renewables vai investir cerca de 19 milhões de euros na instalação de uma central fotovoltaica em Abrantes (Santarém), equipamento que terá uma capacidade instalada de 18 Megawatts (MW) e produzirá mais de 50 GWh/ano.

Em comunicado, a Hyperion, empresa portuguesa ligada ao desenvolvimento de projetos de energias renováveis, indica ter iniciado a “construção da nova central fotovoltaica de Abrantes”, num projeto que “vai produzir o equivalente ao consumo médio anual de 15.000 habitações” e “promover o envolvimento comunitário”.

A central, que ficará instalada em 53 hectares de terreno na aldeia de Arreciadas, na União de Freguesias de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo, vai ser composta por 35 mil painéis solares.

Num comunicado divulgado hoje, a empresa indica que as obras iniciaram-se em março, com a limpeza e vedação do terreno, estando previsto que a central fotovoltaica possa entrar em operação no início de 2025.

Segundo os promotores, “o município de Abrantes terá direito a compensações a serem pagas pelo Estado Português, através do Fundo Ambiental, num valor total de mais de 270 mil euros, valor calculado em função da produção da energia” a partir da central, que terá o seu ponto de injeção à rede na subestação de Olho de Boi, em Alferrarede.

A Hyperion, com sede em Lisboa, indica ainda que “pretende promover iniciativas de envolvimento das comunidades locais”, tendo “proposto um conjunto de possíveis propostas”.

“Em colaboração com o município, decidir-se-á quais as iniciativas que terão maior impacto positivo junto das comunidades e que irão para a frente”, refere a empresa.

A Hyperion Renewables, fundada em 2006, indica ainda na nota que tem investimentos em Espanha e projetos para a Roménia, estando a construir 17 parques fotovoltaicos na zona Centro do país, num investimento global de 105 milhões de euros, que vai gerar uma capacidade de produção de 150 MW de energia fotovoltaica em Portugal.

LER MAIS

REGIÕES

VILA NOVA DE GAIA: SUSPEITAS DE MAUS TRATOS EM LAR DE IDOSOS “ILEGAL”

Um lar de idosos, sem licença de utilização, em Vila Nova de Gaia, foi hoje alvo de buscas, sendo suspeito de crimes de maus-tratos contra idosos, revelou o Ministério Público (MP).

Online há

em

Um lar de idosos, sem licença de utilização, em Vila Nova de Gaia, foi hoje alvo de buscas, sendo suspeito de crimes de maus-tratos contra idosos, revelou o Ministério Público (MP).

Na nota publicada no ‘site’ do MP, lê-se que foram feitas “buscas numa residência de acolhimento de idosos, sem licença de utilização, localizada na zona de Vila Nova de Gaia, tendo o acesso a um ‘anexo’ sido negado às inspetoras da Unidade de Fiscalização Norte da Segurança Social”.

“O processo teve origem em denúncia anónima e os factos são suscetíveis de constituir crimes de maus tratos contra idosos”, adianta a publicação.

Acrescenta o MP que estas buscas são realizadas pela PSP, com a participação de médicos do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses e de elementos do Instituto da Segurança Social.

O inquérito é dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal e está sujeito a segredo de justiça, conclui a publicação.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS