REGIÕES

ACTUALIZAÇÃO: 31 MORTOS NO DOMINGO INFERNAL

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) ativou a linha telefónica 800 246 246 para responder aos pedidos de informação das populações sobre as operações de socorro dos incêndios que lavram em todo o país.

Balanço sobe para 31 mortos:

  • [12h28] Pelo menos 31 pessoas morreram devido aos fogos que deflagraram no domingo, o pior dia do ano em fogos, segundo a Autoridade Nacional da Proteção Civil.
  • Em Viseu, foram registadas vítimas mortais em Vouzela (quatro), Nelas (um), Santa Comba Dão (quatro), São Jorge/Santa Comba Dão (um) Carregal do Sal (dois), Tondela (três) e na Auto Estrada 25 (um). De acordo com a ANPC, no distrito de Coimbra registaram-se vítimas mortais em Penacova (duas), Oliveira do Hospital (cinco), Coja (um), Tábua (dois) e Arganil (dois). No distrito da Guarda morreram duas pessoas e na Sertã (Castelo Branco) uma.
  • Registam-se ainda 51 feridos, 15 em estado grave.
    Em Nelas, outra pessoa continua desaparecida. A Proteção Civil informa que “não há número oficial de pessoas desaparecidas”.
  • O Centro Hospitalar Tondela-Viseu recebeu 25 queimados nas últimas horas, tendo os 14 mais graves sido transferidos para as unidades do S. João, Prelada, Coimbra, Lisboa Norte e Lisboa Centro, disse o secretário de Estado Adjunto e da Saúde.
  • O Centro de Coordenação Operacional Nacional (CCON) vai voltar hoje a reunir, às 17h00, para fazer um ponto da situação dos incêndios florestais.

Estradas cortadas, circulação ferroviária com problemas:

  • A circulação automóvel no Itinerário Principal 3 (IP3) entre Viseu e Coimbra foi reaberta hoje de manhã, mas o troço entre Coimbra e Penacova continua condicionado, informou a GNR. Treze estradas das regiões do Norte e Centro estavam cortadas ao trânsito devido a vários incêndios cerca das 09:30 de hoje, segundo um novo balanço disponibilizado na página da Internet da Infraestruturas de Portugal (IP). Veja a lista completa aqui.
  • A população tem apenas dois números de telefone, o geral da GNR e o SOS Trânsito, para saber em tempo real quais as estradas cortadas e caminhos alternativos para fugir aos incêndios, revelou à Lusa a GNR.
  • A circulação ferroviária na Linha da Beira Alta continuava às 12:00 de hoje suspensa, devido aos incêndios, estando retidos dois comboios em Coimbra, um em Vilar Formoso (Guarda) e outro em Santa Comba Dão (Viseu), informou a CP.

País em alerta vermelho:

  • Trinta concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Santarém, Castelo Branco, Guarda, Coimbra e Bragança, alguns destes fortemente afectados por fogos, estão hoje em risco ‘máximo’ de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).
  • O alerta máximo de risco de incêndio deverá manter-se até esta segunda-feira às 20:00, mesmo estando previsto um desagravamento das condições meteorológicas.
  • A chuva vai regressar hoje ao território do continente, mas nos distritos mais afetados pelos incêndios prevê-se que caia mais para o final do dia.

Planos de emergência activados:

  • A Associação Nacional de Farmácias activou o seu plano de emergência para garantir a continuidade da assistência às populações vítimas dos incêndios.
  • Mais de 20 postos de apoio de emergência às populações afectadas pelos incêndios foram abertos pela Segurança Social, em articulação com as câmaras municipais, foi hoje anunciado.
  • O Plano Municipal de Emergência de Braga foi activado durante a madrugada de hoje, depois de uma reunião da comissão municipal de Protecção Civil, disse à Lusa fonte da protecção civil no município.
  • A Autoridade Nacional de Protecção Civil, através do Comando Distrital de Operações e Socorro de Viseu, criou um
  • Centro de Apoio de Emergência situado no quartel do Regimento de Infantaria 14, em Viseu, foi hoje anunciado.
  • O Plano Distrital de Emergência de Leiria foi activado este domingo, pelas 23:00, disse à Lusa o presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro.
  • O Município da Marinha Grande activou o Plano Municipal de Emergência de Protecção Civil, às 23:40 horas, na sequência do incêndio iniciado às 14:23 horas, na Burinhosa, concelho de Alcobaça.
  • A Câmara Municipal de Aveiro activou às 23:00 de domingo o Plano Municipal de Emergência, na sequência dos vários fogos que lavram no concelho, disse à Lusa o presidente da autarquia, Ribau Esteves.
  • O Plano Municipal da Protecção Civil de Mafra foi activado devido à dispersão de fogos no concelho, onde meia dúzia de habitantes foi retirada das suas habitações por precaução.
  • A Base Aérea n.º 5, de Monte Real, concelho de Leiria, abriu as portas à população da zona que queira, por motivos de precaução, fugir aos incêndios que lavram na zona, disse fonte da infraestrutura.
  • A Portugal Telecom tem no terreno 600 técnicos e 17 unidades móveis a trabalhar para restabelecer as comunicações afectadas devido aos incêndios que lavram no país, informou fonte da empresa.
  • A EDP está a colocar geradores e centrais móveis nos locais mais afectados pelos incêndios e estima repor durante o dia de hoje a rede de Média Tensão, divulgou a empresa que tem 600 técnicos no terreno.
  • A Ordem dos Médicos lançou hoje um apelo aos clínicos para que se disponibilizem para apoiar as populações e as autoridades nas regiões afectadas pelos incêndios florestais que lavram desde domingo.
  • A Cáritas Portuguesa manifestou hoje a sua “plena solidariedade” com as vítimas dos “terríveis incêndios” que lavram no país e disponibilizou 150 mil euros para as “necessidades mais urgentes” das pessoas e famílias afetadas.

António Costa declarou estado de calamidade pública, ministra não se demite:

  • António Costa declarou estado de calamidade pública a norte do Tejo.
    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa já manifestou “solidariedade” às populações e aos autarcas dos concelhos afectados pelos incêndios. “O Presidente da República manifesta a sua solidariedade às populações e aos autarcas por todo o continente, agradece o seu sacrifício, bem como dos Bombeiros e demais estruturas da Proteção Civil no combate aos fogos e exprime o seu profundo pesar aos familiares das vítimas”, lê-se numa mensagem publicada hoje no ‘site’ oficial da Presidência da República, com o título “Presidente da República acompanha evolução dos incêndios”.
  • Em Lisboa, os políticos, a começar pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, cancelaram a sua agenda oficial e os partidos ajustaram as suas iniciativas.
  • A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, reiterou hoje que não tem intenção de se despedir, afirmando que agora é tempo de acções e não de reacções.
  • O comissário europeu Christos Stylianides expressou hoje solidariedade a Portugal e Espanha devido aos incêndios que afectam os dois países desde o fim de semana e disse que o Mecanismo Europeu de Proteção Civil está pronto a ajudar.

Situações controladas:

  • Os incêndios que deflagraram, cerca das 16:00 de domingo, numa área do Parque Nacional da Peneda-Gerês em Cabreiro e Soajo, Arcos de Valdevez, foram controlados hoje, pelas 11:00, disse à Lusa a protecção civil municipal.
    O incêndio que deflagrou às 20:21 de sábado no concelho de Monção, distrito de Viana do Castelo, foi controlado às 08:20 de hoje, disse hoje à Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários.
  • O incêndio que reacendeu às 11:28 de domingo no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo, foi dado como extinto às 07:00 de hoje, disse à agência Lusa o presidente da Câmara local.

VEJA AINDA:

CADAVAL: SURTO EM LAR SOBE PARA 42 INFETADOS COM COVID-19

Lusa

MACEDO DE CAVALEIROS: DOIS MORTOS EM SURTO COM 27 INFETADOS EM CASA DE REPOUSO

Lusa

ÉVORA: SOBE PARA QUATRO TOTAL DE MORTES NO SURTO LIGADO À MISERICÓRDIA DE VILA VIÇOSA

Lusa

FARO: LIGAÇÃO FLUVIAL LUSO-ESPANHOLA PELO GUADIANA INTERROMPIDA

Lusa

COVID-19: REGIÃO NORTE PODERÁ ATINGIR OS SETE MIL CASOS DIÁRIOS NOS PRÓXIMOS DIAS

Lusa

MATOSINHOS: CENTROS COMERCIAIS VÃO ENCERRAR ÀS 21 HORAS

Lusa