REGIÕES

ALERTA VERMELHO EM SETE DISTRITOS ATÉ QUARTA-FEIRA

A Autoridade Nacional de Proteção Civil anunciou hoje que vai prolongar o alerta vermelho em sete distritos do país até quarta-feira devido ao aumento do número de ocorrências que se tem registado.

O alerta vermelho, o mais grave da escala, foi ativado no sábado nos distritos de Braga, Bragança, Guarda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Fonte da Proteção Civil explicou que a decisão de prolongar o alerta — que estava inicialmente definido até hoje — se deveu ao aumento do número de ocorrências de fogos, tendo-se registado 73 na sexta-feira, 113 no domingo e já se contabilizando 75 hoje.

A decisão de prolongar o alerta foi tomada “apesar de poder haver um desagravamento meteorológico”, sendo antes baseada no aumento das ocorrências, afirmou a mesma fonte.

Neste momento, o incêndio mais preocupante situa-se em Alvarenga, no concelho de Arouca (Aveiro), onde se encontram 79 operacionais e 18 veículos de apoio.

Cerca de 60 concelhos de 13 distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

LUSA

VEJA AINDA:

ALFÂNDEGA DA FÉ: NÃO HÁ REGISTO DE NOVOS CASOS COVID-19 NAS ESCOLAS

Lusa

VILA VIÇOSA: 14 INFETADOS COM COVID-19 NOS SERVIÇOS DA MISERICÓRDIA

Lusa

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

AÇORES: SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PROLONGADA ATÉ 23 DE OUTUBRO

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa

ALVAIÁZERE: SETE UTENTES E DOIS FUNCIONÁRIOS DE LAR INFETADOS COM COVID-19

Vítor Fernandes