RÁDIO REGIONAL
DESPORTO

BATALHA CAMPAL NO DRAGÃO: PALHINHA, TABATA, PEPE, MARCHESÍN E COATES SUSPENSOS

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O médio João Palhinha foi castigado com três jogos de suspensão, Marchesín com dois e Coates com um, Tabata e Pepe suspensos provisoriamente por dois, pelas expulsões no clássico entre FC Porto e Sporting, da I Liga de futebol.

O avançado do Sporting Tabata e o defesa do FC Porto Pepe, que foram expulsos pelo árbitro João Pinheiro depois do encontro, foram suspensos de forma preventiva automática por dois jogos, por agressões a diretores da equipa adversária, sendo ambos alvo de processos de inquérito.

O mesmo sucede com os dirigentes Hugo Viana, do Sporting, e Luís Gonçalves, do FC Porto, que, após o clássico disputado na sexta-feira e que terminou empatado 2-2, entraram “no terreno de jogo para provocar um conflito com um adversário”, enquanto enfrentam uma suspensão preventiva de 20 dias para cada.

Em processos sumários, além de Palhinha, visado com a suspensão de três jogos e uma multa de 1.530 euros, por “conduta violenta”, atendendo que “agrediu um adversário com uma estalada”, foram ainda suspensos por dois encontros o guarda-redes do FC Porto Marchesín e por um o defesa central do Sporting Coates, pela expulsão por acumulação de cartões amarelos.

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) deu ainda conta da instauração de um processo disciplinar ao defesa do Sporting Matheus Reis, por “gesto incorreto executado no decorrer do jogo”, omisso nos relatórios oficiais.

O CD da FPF justificou a aplicação de processos sumários aos factos descritos nos relatórios oficiais, de árbitro, forças policiais ou delegado da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), desde que não esteja em causa a aplicação de suspensões superiores a um mês ou quatro jogos.

Foi ainda instaurado um processo de inquérito a vários incidentes, como o arremesso de objetos por parte de apanha-bolas, o comportamento de elementos de apoio à organização do jogo [ativações publicitárias] e as denúncias apresentadas pelo diretor de segurança do Sporting, entre o presidente dos ‘leões’, Frederico Varandas, e o administrador da SAD do FC Porto Vítor Baía e o diretor de imprensa dos ‘azuis e brancos’, Rui Cerqueira, após a conferência de imprensa.

Do comunicado, consta ainda o castigo de um jogo aplicado ao treinador-adjunto do Sporting Carlos Fernandes, por ter entrado no relvado durante o jogo, e as multas aplicadas aos dois clubes, no valor de 16.575 euros para o FC Porto e 5.740 para o Sporting.

FC Porto e Sporting empataram 2-2 no clássico da 22.ª jornada, disputado na sexta-feira, no Estádio do Dragão, no Porto, num encontro em que os campeões nacionais marcaram primeiro, por Paulinho e Nuno Santos, e os líderes do campeonato empataram, com golos de Fábio Vieira e Taremi.

O FC Porto lidera o campeonato com 60 pontos, mais seis do que o Sporting, segundo classificado.

VEJA AINDA:

GD CHAVES: HÉLDER MORIM TROCA O LEIXÕES PELOS ‘VALENTES TRANSMONTANOS’

Lusa

PORTO: JOVEM DE 18 ANOS ESFAQUEOU UM HOMEM POR CAUSA DO ‘BARULHO’

Lusa

CASO EMAILS: FRANCISCO J MARQUES, JÚLIO MAGALHÃES E DIOGO FARIA VÃO A JULGAMENTO

Lusa

MARCO DE CANAVESES: MULHER GRÁVIDA GRAVEMENTE FERIDA EM CONTEXTO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Lusa

VARZIM APONTA DEDO AO LEIXÕES E QUER VAGA NA SEGUNDA LIGA

Lusa

LEIXÕES: ATLETAS DENUNCIAM DÍVIDAS QUE PODEM EXCLUIR O CLUBE DAS PROVAS PROFISSIONAIS

Vítor Fernandes