BENFICA ACUSA O PORTO DE “PIRATARIA”

O Benfica alega que o seu sistema informático foi pirateado por “hackers” contratados pelo FC Porto. Esta posição do clube surge no seguimento dos emails divulgados pelos dragões, dando conta de um alegado esquema de favorecimento das arbitragens aos encarnados.

O director de comunicação do FC Porto, Francisco Marques, divulgou num programa do Porto Canal alegados emails que indiciam um esquema de favorecimento das arbitragens ao Benfica.

As primeiras denúncias dos dragões envolveram o director de conteúdos da Benfica TV, Pedro Guerra, e o ex-árbitro Adão Mendes mas, posteriormente, o FC Porto denunciou ainda emails que visam directamente o presidente das águias, Luís Filipe Vieira, o assessor jurídico Pedro Gonçalves e também o ex-presidente da Liga de Clubes, Mário Figueiredo.

Na sequência destes emails lidos pelo porta-voz dos dragões, o Benfica acusa agora o FC Porto de ter pago a hackers para piratearem o sistema informático do clube.

Este dado é avançado pelo Correio da Manhã que nota que os encarnados realizaram uma investigação interna, com recurso a uma “empresa de peritagem” que terá confirmado que o sistema informático do Benfica foi alvo de hackers.

O director de comunicação do Benfica, Luís Bernardo, deverá falar deste assunto esta sexta-feira à tarde, na Benfica TV, acusando o o FC Porto de ter pago “muito dinheiro” a esses supostos piratas informáticos.

Benfica quer reavaliação das escutas do Apito Dourado

De acordo com o CM, os encarnados vão também exigir a reabertura do Apito Dourado, bem como a “reavaliação de mais de seis mil escutas” telefónicas deste processo de corrupção de árbitros.

Entretanto, o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, já veio provocar o Benfica, notando que vai “mandar um email para toda a administração a perguntar por que é que será” que o Sporting só não ganha “no futebol masculino sénior”.

“Fomos campeões em juniores, juvenis, estivemos a lutar até à última em iniciados, fomos campeões em infantis A, em benjamins, no futebol sénior feminino, em juniores de futebol feminino, ganhámos as taças e somos campeões em título no futsal e no futebol de praia”, sublinhou Bruno de Carvalho em declarações à Sporting TV.

Federação pede celeridade na investigação

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol já exigiu celeridade na investigação às denúncias do FC Porto, advertindo não ter recebido qualquer participação.

Num comunicado, o presidente do CD da FPF, José Manuel Meirim, lamenta a existência de procedimentos disciplinares em curso, a duas semanas do fim da época futebolística, pedindo celeridade, nomeadamente aos responsáveis pela instrução do processo, apelando a que se façam “todos os esforços que são reclamados por todos aqueles que verdadeiramente amam o futebol como modalidade desportiva que se desenrola em conformidade com os valores desportivos”.

“Apela-se a que todos tenham um empenhamento redobrado de molde a afastar de forma célere, não só o manto de suspeitas que escurece o universo das competições desportivas profissionais, mas ainda para que todos os procedimentos disciplinares, independentemente da sua natureza ou objecto, venham a alcançar a mais rápida resposta final possível, de molde a que tais competições se disputem, desde o dealbar da época desportiva 2017/2018, num ambiente de regularidade e estabilidade“, remata o comunicado.

Meirim recorda ainda a abertura de um processo de inquérito, depois das primeiras
denúncias do FC Porto.

RR/LUSA/ZAP/FUTEBOL 365

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.