RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

BLOCO DE ESQUERDA QUESTIONA PAGAMENTO DE 11 MILHÕES AO WEB SUMMIT

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O vereador do BE na Câmara de Lisboa questionou esta quarta-feira as alterações das condições da realização da Web Summit, que irá decorrer ‘online’, e pediu explicações sobre o destino dos 11 milhões de euros que a organização recebe anualmente.

Num requerimento dirigido ao presidente da autarquia, Fernando Medina (PS), e que foi esta quarta-feira entregue, o vereador responsável pelo pelouro da Educação e dos Direitos Sociais, Manuel Grilo (BE, partido que tem um acordo de governação da cidade com os socialistas), pede informações sobre o destino que será dado aos 11 milhões de euros públicos anuais que o contrato assinado, em 2018, pelo Governo, a Câmara de Lisboa e a empresa irlandesa Connected Intelligent Limited, prevê que sejam pagos para assegurar a manutenção da Web Summit na capital até 2028.

Desses 11 milhões, três milhões são assumidos pela Câmara de Lisboa, através da Associação de Turismo de Lisboa.

Perante a alteração das condições de realização do evento, foi ou não negociada com a empresa organizadora do evento uma alteração contratual, designadamente para redução do valor a transferir, por forma a que esse montante seja alocado ao apoio a empresas em dificuldade na cidade de Lisboa”, questiona Manuel Grilo.

O vereador do BE interroga ainda o presidente da autarquia sobre o ponto de situação das negociações com a Fundação AIP para a expansão da Feira Internacional de Lisboa (FIL), “tendo por base a expansão do parque exposições previsto no contrato celebrado com a empresa organizadora” da Web Summit até 2022.

Conforme é recordado no requerimento, o responsável pela empresa que organiza a Web Summit, Paddy Cosgrave, anunciou no início de outubro que, devido à pandemia de Covid-19, o evento deste ano, que decorre entre 02 e 04 de dezembro, será realizado exclusivamente ‘online’.

De acordo com o Governo, é referido no documento, a realização da Web Summit em Lisboa teria um impacto estimado na economia do país de 300 milhões de euros anuais.

Contudo, “a transição de um modelo presencial para o ‘online’ torna o argumento do benefício para a cidade, dado pelo Governo e Câmara Municipal de Lisboa, sem sentido”, é acrescentado.

“O valor despendido neste evento torna-se danoso tendo em conta que não significa qualquer retorno para Lisboa ou para o país”, lê-se ainda no requerimento, salientando-se que as empresas de produção, de hotelaria, de ‘catering’, de restauração, e todas as empresas que davam apoio aos participantes e ao próprio evento “não receberão nenhum benefício do investimento público de 11 milhões de euros no evento”.

No documento é ainda lembrado que nas últimas semanas têm existido “justos protestos” do setor da restauração, comércio e cultura, que consideram as medidas de apoio dada pelo Governo devido à pandemia de covid-19 “muito insuficientes”.

“Só em Lisboa estima-se que existiam 150 mil pessoas a trabalhar na área do turismo e que, de um momento para outro, perderam tudo. Na Baixa já fecharam dezenas de lojas, os comerciantes do Bairro Alto estão em agonia e já há grupos informais de trabalhadores da cultura a recolher comida para quem montava os espetáculos da EGEAC”, é referido no requerimento.

VEJA AINDA:

TONDELA: TRIBUNAL CONDENA PRESIDENTE DE CÂMARA A PERDA DE MANDATO E PRISÃO EM PENA SUSPENSA

Lusa

PAREDES: 25 ARGUIDOS SUSPEITOS DE UM ‘ESQUEMA’ DE FRAUDE FISCAL

Lusa

VILA REAL: FORMAÇÃO DE OLEIROS PARA ‘PERPETUAR’ O BARRO NEGRO DE BISALHÃES

Lusa

LISBOA: CENTENAS DESFILAM PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

Lusa

PORTO: MARCHA CONTRA A VIOLÊNCIA SOBRE AS MULHERES

Lusa

MARISA MONTE ATUA EM 2022 NO PORTO E EM OEIRAS

Lusa

Moschee Teppich

Moschee teppiche werden nicht kurzfristig gewechselt, d.h. das ein Moschee teppich sehr hohe Anforderungen erfüllen muβ. Speziell entworfene Moschee Teppiche zeichnen sich durch Design und Farben aus. Mit der Weiterentwicklung der Technologie werden heute Tausende von Farben und Modellen in Teppichen hergestellt, die mit Moscheen kompatibel sind.

100% Reine Schurwollteppich kaufen: Schurwollteppiche sind Schwerentflammbar, Robust, Strapazierfahig, Antibakteriel und Schmuzabweisend.

Canlı Maç Sonuçları Run 3 Play Snake Friv Atari Breakout cookie clicker unblocked games Düğün Paketleri uygunsigara.com/ Umzug Basel
saç ekimi hair transplant
Umzug Basel
seslendirme santral anons santral seslendirme