REGIÕES

BRAGA: FÁBRICA DA BOSCH COLOCA 3.500 TRABALHADORES EM ‘LAY-OFF’ TOTAL

Os 3.500 trabalhadores da fábrica de Braga da multinacional alemã Bosch vão entrar em ‘lay-off’ a partir de 30 de abril, devido à «forte» redução das encomendas, disse hoje fonte oficial da empresa à Lusa.

Segundo a fonte, o ‘lay-off’ total vai decorrer durante 11 dias.

“Tivemos uma redução de 50% das encomendas e de 78% no volume de vendas, uma situação que se agravou nos últimos dias”, explicou a fonte.

Sublinhou que o ‘lay-off’ total foi a forma encontrada “para salvaguardar tanto os postos de trabalho como a própria empresa”.

Em finais de março, a Bosch/Braga já tinha parado a laboração, mandando os trabalhadores para casa de férias, durante 15 dias.

A atividade foi retomada em 13 de abril, mas, entretanto, o horário de trabalho foi reduzido, passando os trabalhadores a cumprir apenas quatro dias por semana.

A ideia inicial da empresa era que o regime de quatro dias semanais se mantivesse até finais de maio, mas a “paragem do mercado” levou à opção pelo ‘lay-off’ total.

“Este ‘lay-off’ pode ser revertido, se as condições do mercado se alterarem substancialmente”, disse ainda a fonte.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou perto de 211 mil mortos e infetou mais de três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 818 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 928 pessoas das 24.027 confirmadas como infetadas, e há 1.357 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

VEJA AINDA:

COVID-19: MÉDICOS DE SAÚDE PÚBLICA ‘PREOCUPADOS’ COM A MORTALIDADE EM PORTUGAL

Lusa

CRISE: RECUPERAÇÃO DA ECONOMIA SERÁ MAIS LENTA EM PORTUGAL

Lusa

AVEIRO: UNIVERSIDADE ULTRAPASSA OS 500 CASOS DE COVID-19

Lusa

COVID-19: MARCELO ADMITE QUE PERÍODO DE CONFINAMENTO DURE ATÉ MARÇO

Lusa

PRESIDENCIAIS: VOTO VAI SER RECOLHIDO EM LARES, MAS IDOSOS TÊM DE SE INSCREVER NA PLATAFORMA DO VOTO ANTECIPADO

Lusa

MOITA FLORES ACUSADO DE CORRUPÇÃO E BRANQUEAMENTO POR OBRA QUANDO FOI AUTARCA EM SANTARÉM

Lusa