BRAGANÇA: 500 MIL EUROS PARA NOVOS NEGÓCIOS

A região de Bragança tem meio milhão de euros de fundos comunitários disponíveis para apoiar novos negócios com um programa conduzido pelo Brigantia EcoParK, o parque de ciência e tecnologia, divulgou hoje o município.

A Câmara de Bragança revelou que foi aprovado pelo programa Norte 2020 um investimento de 500 mil euros, cofinanciado a 85%, para o projeto “Eco-Empreende”, que pretende servir de “estímulo e apoio ao empreendedorismo qualificado e criativo na região de Bragança”.

O projeto será, segundo a autarquia, promovido pela Associação para o Desenvolvimento do Brigantia EcoPark com o objetivo de estabelecer e dinamizar uma estrutura de apoio ao empreendedorismo, qualificado e criativo.

“Para tal, é importante o aproveitamento e a especialização das infraestruturas e serviços de apoio ao empreendedorismo já existentes no território, como o Brigantia-EcoPark, e respetivas valências, bem como a dinamização de iniciativas de detecção e estímulo de empreendedores e de captação e/ou geração de capital humano qualificado, fortemente vocacionado para encetar actividades empreendedoras”, lê-se numa nota divulgada hoje.

O município liderado pelo social-democrata Hernâni Dias vinca tratar-se de “uma prioridade na política local” o incentivo à criação de novos negócios, fomento de comportamentos favoráveis ao empreendedorismo junto dos mais jovens, aumentar o potencial empreendedor da região, captar e fixar o capital humano jovem e qualificado”.

A autarquia aponta ainda que “para o sucesso deste projeto, Bragança conta já com um conjunto de fatores, como a taxa de escolarização ser superior à média da região norte e do país, a existência de uma balança de comércio internacional positiva, a descida do desemprego e a presença de empresas dinâmicas e voltadas para a internacionalização”.

São ainda realçadas as diversas infraestruturas e serviços de apoio ao empreendedorismo existentes na região, nomeadamente a ampliação da zona industrial das Cantarias, a Associação Comercial, Industrial e Serviços (ACISB), o Núcleo Empresarial de Bragança (NERBA) e o Brigantia EcoPark com competências para a incubação de novos projetos e negócios.

LUSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.