INTERNACIONAL

CAÇAS PORTUGUESES “ESCOLTAM” RUSSOS

cacas-portugueses-escoltam-russos

A Força Aérea confirmou a passagem de dois bombardeiros russos Tupolev T-95 pelo espaço aéreo internacional sob responsabilidade portuguesa, salientando que o acompanhamento feito pelos caças portugueses F-16 é um “procedimento comum”.

“É um procedimento comum”, disse à agência Lusa o porta-voz da Força Aérea, o coronel Rui Roque, sublinhando que não existiu qualquer ameaça militar.

Segundo o coronel Rui Roque, os voos militares são “virtualmente invisíveis para o controlo de tráfego aéreo civil” e, por isso, representam um “risco acrescido”.

“O facto de irmos ter com eles e de os acompanhar não está relacionado com qualquer ameaça militar, mas sim com o facto de Portugal ter de garantir a segurança do tráfego aéreo civil” naquela zona de espaço aéreo internacional por onde passaram, declarou o coronel.

Rui Roque explicou também que o espaço aéreo internacional sob responsabilidade portuguesa não é o espaço aéreo de soberania.

“O espaço aéreo de soberania é o que está por cima do continente e das regiões autónomas, acrescido de 12 milhas de mar”, disse, sublinhando que no espaço aéreo de soberania não há entradas autorizadas.

O espaço aéreo internacional sob responsabilidade portuguesa é o que está convencionado nos tratados internacionais e obriga Portugal a garantir buscas e salvamento, bem como a segurança aérea, nomeadamente em voos daquela natureza (militares).

Os dois bombardeiros russos passaram em Portugal às primeiras horas de quinta-feira, tendo descido pela costa portuguesa até ao largo de Sagres.

LUSA

VEJA AINDA:

COVID-19: ALEMANHA VAI NEGOCIAR BILATERALMENTE EVENTUAL COMPRA DE VACINA RUSSA

Lusa

COVID-19: RÚSSIA PRONTA A FORNECER VACINA A 50 MILHÕES DE EUROPEUS A PARTIR DE JUNHO

Lusa

FURACÃO LESLIE: DOIS ANOS DEPOIS OS APOIOS ‘PROMETIDOS’ CONTINUAM POR PAGAR

Lusa

COVID-19: RÚSSIA PRODUZ MAIS DE 15 MIL DOSES DA VACINA CONTRA O NOVO CORONAVÍRUS

Lusa

COVID-19: PORTUGAL TEM ‘DÚVIDAS’ QUANTO À ANUNCIADA VACINA RUSSA

Lusa

VACINA RUSSA CHAMA-SE ‘SPUTNIK V’ E FOI JÁ PEDIDA POR 20 PAÍSES

Lusa