RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

CÁRITAS PREAPARA SISTEMA DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS EM RISCO

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A Cáritas Portuguesa anunciou hoje que vai apresentar, no início do próximo ano, um sistema de prevenção e proteção de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade.

No final da reunião do Conselho Geral da Cáritas Portuguesa, que hoje terminou em Fátima, a instituição revelou que, atenta “à realidade e aos apelos do Papa Francisco para a necessidade de assegurar a Proteção a Crianças, Jovens e Pessoas Vulneráveis, (…) está a desenvolver um Sistema de Prevenção e Proteção que será apresentado no início do ano de 2020”.

“Esta reflexão está a ser feita como um contributo à própria sociedade na medida em a Proteção de Criança, Jovens e Pessoas Vulneráveis é uma responsabilidade de todos”, acrescentou, em comunicado.

Na reunião esteve presente o bispo José Traquina, presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana, que deixou “uma mensagem de desafio” à rede nacional da Cáritas, no sentido de que a opção preferencial pelos pobres não se reduza “à responsabilidade de um grupo restrito”, mas se alargue “comunitariamente como força libertadora e necessária para a construção da civilização do amor”, segundo o comunicado divulgado após a reunião de dois dias que decorreu em Fátima.

A ocasião foi também aproveitada para uma manifestação de solidariedade para com as vítimas do recente terramoto na Albânia, que provocou mais de 50 mortos e aprovou um apoio financeiro para ajuda à resposta de emergência de 25 mil euros, a partir do Fundo de Emergências Internacionais da Cáritas Portuguesa.

VEJA AINDA:

PORTO: PROGRAMA ‘ARRENDAMENTO ACESSÍVEL’ ALARGADO A TODOS OS IMÓVEIS DA CIDADE

Lusa

PANDEMIA CONTRIBUI PARA MAIOR DECLÍNIO NA VACINAÇÃO INFANTIL EM 30 ANOS

Lusa

COMISSÃO EUROPEIA QUER FORMAR UM MILHÃO DE JOVENS EM ALTA TECNOLOGIA

Lusa

UCRÂNIA: PELO MENOS 343 CRIANÇAS MORRERAM NA SEQUÊNCIA DA INVASÃO RUSSA

Lusa

LISBOA: AUTARQUIA APROVA APOIOS FINANCEIROS PARA SEM-ABRIGO

Lusa

CRIANÇAS E JOVENS EM SITUAÇÃO DE PERIGO AUMENTARAM EM 2021

Lusa