RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

CLIENTES NO MERCADO LIVRE DE ELETRICIDADE CRESCERAM 2,6% EM MAIO

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O mercado livre de eletricidade atingiu, em maio, um número acumulado de perto de 5,2 milhões de clientes, um aumento de 2,6% em relação ao período homólogo, de acordo com a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

Num boletim hoje publicado, o regulador revelou ainda que, face a abril deste ano, o aumento líquido do número de clientes foi de cerca de 14,2 mil clientes, ou 0,3%.

“Desde maio de 2018, o número de consumidores no mercado livre cresceu 2,6%, a uma taxa média mensal de 0,2%”, destacou a ERSE.

Globalmente o mercado liberalizado “representou cerca de 94% do consumo total em Portugal continental em maio de 2019. Face ao período homólogo, o mercado livre aumentou em cerca de 0,4 pontos percentuais o seu peso relativo em termos de consumo abastecido”, salientou a ERSE.

O regulador adiantou ainda que permanecem “no mercado regulado cerca de 1,09 milhões de consumidores, dos mais de seis milhões no total”.

A ERSE detalhou também que, “quanto à intensidade de mudança de fornecedor de energia, o número de clientes que deixa a carteira do comercializador de último recurso (CUR) para a de um comercializador em mercado, continua a ser inferior (cerca de 16%) ao número de consumidores que troca de comercializador já em regime de mercado”.

O regulador contabilizou ainda os dados de consumo de maio, concluindo que se “registou uma redução de 84 GWh [gigawatts hora] face a abril de 2019, atingindo 43.026 GWh no mercado livre, o que representa um decréscimo de 0,2% face ao mês anterior e um aumento de 1,0% face ao homólogo”.

De acordo com a informação da ERSE, o consumo no mercado livre pesava, no mesmo mês, perto de 94% do total em Portugal continental.

“A quase totalidade dos grandes consumidores já se encontra no mercado livre. No caso dos domésticos representava em maio cerca de 86% do consumo total do segmento, face aos cerca de 85% registados no mês homólogo”, salientou o organismo.

Segundo a análise da ERSE, no que diz respeito à quota de mercado, “a EDP Comercial manteve a sua posição como principal operador no mercado livre em número de clientes (80%) e em consumo (41%)”.

Ainda assim, em relação a abril, a empresa perdeu quota de mercado “em 0,2 pontos percentuais tanto em número de clientes como em termos de consumo, situação que já vem a ocorrer desde maio de 2018”, informou a ERSE.

A Endesa, por sua vez, manteve em maio “a liderança no segmento de clientes industriais (28%), com um aumento de quota de 0,6 pontos percentuais”, enquanto a Iberdrola permanece a liderar o segmento dos grandes consumidores (32,6%), detalhou a ERSE.

ALYN // EA

VEJA AINDA:

GOVERNO IMPÕE TRABALHO PERMANENTE A CONTRATOS COM O ESTADO SUPERIORES A 12 MESES

Lusa

OE2022: ISENÇÃO DE IMI PASSA A CONSIDERAR O RENDIMENTO BRUTO EM VEZ DO COLETÁVEL

Lusa

PESCADORES ALERTAM QUE SUBIDA DOS COMBUSTÍVEIS DEIXA ATIVIDADE ‘INSUSTENTÁVEL’

Lusa

EXPORTAÇÃO DE VINHOS PORTUGUESES SOBE 13% ATÉ AGOSTO PARA 581 ME – VINIPORTUGAL

Lusa

CONSUMO DE COMBUSTÍVEIS VOLTA RECUPERAR EM SETEMBRO E CRESCE 10,46%

Lusa

PREÇO DA LUZ NO MERCADO REGULADO DEVERÁ SUBIR 0,2% EM 2022

Lusa