Já se esperava uma queda dos preços e a manhã de segunda-feira trouxe as boas notícias ansiadas. Ainda assim, há muito caminho a percorrer para voltar aos níveis de há dois meses.

Depois de sete semanas consecutivas sem qualquer alívio, os condutores portugueses acordaram esta manhã com preços mais baixos na gasolina e no gasóleo.

A maior parte dos postos de abastecimento nacionais baixaram o custo do gasóleo em um cêntimo por litro e o da gasolina em meio cêntimo; no entanto, a queda da gasolina não aconteceu em todos os locais. Olhando para vários postos nacionais, o preço do segundo combustível mais utilizado em Portugal ficou inalterado.

Os mercados proporcionaram um ligeiro alívio ao bolso dos portugueses, mas não chegaram sequer perto de compensar a subida da primeira semana de 2017. Para compensar os aumentos das últimas sete semanas seria necessário um período semelhante de descidas, algo que não se prevê tendo em conta o acordo de limitação da produção de petróleo assinado no fim do ano passado pelos membros da OPEP.

LUSA