ECONOMIA & FINANÇAS

EURIBOR A 6, 9 E 12 MESES EM MÍNIMOS DE SEMPRE

As taxas Euribor desceram hoje a três, seis, nove e 12 meses e nos três prazos mais longos atingiram novos mínimos de sempre.

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, desceu hoje para -0,331%, menos 0,001 pontos do que na quinta-feira e contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril.

A seis meses, a taxa Euribor, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 06 de novembro de 2015, desceu para -0,275%, novo mínimo de sempre e menos 0,002 pontos do que na sessão anterior.

A nove meses, a Euribor também desceu, ao ser fixada em -0,216%, menos 0,003 pontos do que na quinta-feira e novo mínimo de sempre.

Depois de ter sido fixada em valores negativos entre 27 de novembro e 03 de dezembro de 2015, a Euribor a nove meses voltou para níveis abaixo de zero em 07 de janeiro de 2016, nos quais se tem mantido desde então.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 05 de fevereiro de 2015, foi fixada em -0,166%, menos 0,004 pontos do que na sessão anterior e novo mínimo de sempre.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

VEJA AINDA:

PORTO: COMÉRCIO PASSA A ENCERRAR ÀS 23:00 – COVID-19

Lusa

CRISE: UMA EM CADA CINCO EMPRESAS VAI REDUZIR AO NÚMERO DE TRABALHADORES

Lusa

GRUPO IMPALA TRANSFORMA O TELETRABALHO TEMPORÁRIO A DEFINITIVO

Lusa

GOVERNO MANTÉM O OBJETIVO DE AUMENTAR O SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL

Lusa

CRISE: BCE MANTÉM POLÍTICAS DE ESTÍMULO À ECONOMIA INALTERADAS

Lusa

CRISE: EXPORTAÇÕES DA TÊXTIL ABRANDARAM 15,2% ATÉ JULHO

Lusa