Ligue-se a nós

DESPORTO

SÉRGIO CONCEIÇÃO: ‘NÃO ME CONVIDEM MAIS PARA REUNIÕES’ (VÍDEO)

O Rio Ave surpreendeu hoje o FC Porto, com uma vitória por 3-1, em partida da quarta jornada da I Liga, que os vila-condenses resolveram ainda na primeira parte, repetindo um feito com 18 anos.

Online há

em

blank

O Rio Ave surpreendeu hoje o FC Porto, com uma vitória por 3-1, em partida da quarta jornada da I Liga, que os vila-condenses resolveram ainda na primeira parte, repetindo um feito com 18 anos.

Com um ‘bis’ de Aziz, assinado aos 22 e 43 minutos, e um tento Pedro Amaral, as 33, a que o FC Porto ainda respondeu com o tento de honra apontado por Toni Martínez, já nos descontos, aos 90+3, a equipa da foz do Ave conseguiu o seu terceiro triunfo no longo historial de 67 jogos frente ‘dragões’, sendo que o último êxito tinha sido conquistado, também em casa, em 2004.

Neste jogo, os vila-condenses fizeram da eficácia a sua maior arma, marcando três golos em cinco remates na etapa inicial, e conseguindo o primeiro triunfo no campeonato, que lhe rende agora quatro pontos e a subida ao 14.º lugar da classificação.

Já os ‘azuis brancos’, que tiveram um primeiro tempo desastrado, e uma segunda metade de desperdício, nomeadamente com um penálti de Taremi aos ‘ferros’, encaixaram o primeiro desaire da temporada, e caíram para o terceiro lugar da I Liga, com nove pontos, os mesmos que Portimonense e Benfica, embora as ‘águias’ com menos um jogo, e a um ponto do novo líder Sporting de Braga.

O Rio Ave, que na jornada passada tinha conquistado o primeiro ponto da época, no duelo com o Estoril Praia, apresentou-se para este desafio com apenas uma alteração na equipa titular, com Amine a entrar no lugar de Vítor Gomes.

Essa estabilidade encaminhou a formação da foz do Ave para uma entrada atrevida no desafio, com o jovem Fábio Ronaldo a mostrar irreverência, e logo no primeiro minuto a alvejar a baliza portista.

O FC Porto, que repetiu os mesmos titulares da vitória (3-0) no clássico com Sporting, com Taremi a recuperar de lesão, demorou um pouco a estancar a inicial audácia dos locais, e tentou responder, logo depois, com um remate de Evanilson.

Nesta fase inicial, os ‘dragões’ até avolumaram a presença na área do Rio Ave, tentando esticar o jogo, e povoando a frente de ataque, mas sentiam dificuldades na altura da finalização, muito por culpa de uma coesa cortina defensiva dos vila-condenses com cinco elementos.

Respaldados por essa solidez na defesa, os comandados de Luís Freire começaram a investir nos contra-ataques e aos 22 minutos desenharam uma jogada tão simples, como eficaz, que resultou no golo inaugural.

Costinha descobriu Fábio Ronaldo sem adversários por perto, e o jovem extremo soltou rápido para Aziz, que, no frente a frente, com Diogo Costa teve suficiente frieza para assinar o 1-0.

O tento do conjunto da foz do Ave pesou animicamente nos ‘azuis e brancos’, que tentaram responder, mas quase sempre de forma ‘atabalhoada’.

Evanilson, já perto da meia hora, ainda chegou a introduzir a bola na baliza vila-condense, num lance anulado por fora de jogo do brasileiro.

A resposta dos locais foi letal, e novamente em contra-ataque, com Aziz, aos 33 minutos, a assumir-se como o protagonista do jogo, tirando com classe Marcano do caminho e servido Pedro Amaral, que, com parca oposição, desviou para o 2-0.

Este segundo golo expôs um FC Porto a jogar apenas com coração, tanto nas manobras ofensivas, como na defesa, onde nova fissura se abriu, já perto do intervalo, para o surpreendente terceiro golo do insaciável Rio Ave.

Desta feita, os papéis inverteram-se, sendo Pedro Amaral a ludibriar o defesa portista João Mário, e servir Aziz, que, com um belo cabeceamento, assinou o 3-0 com que se chegou ao intervalo.

A insatisfação do técnico portista, Sérgio Conceição no tempo de descanso, foi logo corporizada com três alterações no reatamento, promovendo as entradas de Galeno, Gabriel Veron e Toni Martínez, para os lugares de João Mário, Evanilson e Bruno Costa.

A mexida teve efeito práticos na postura da equipa ‘azul e branca’, que surgiu com bem mais embalo ofensivo, mas numa pressão que tardava em dar efeitos práticos, porque o Rio Ave fechava-se com um bloco baixo.

Aos 62 minutos, surgiu o primeiro deslize da equipa da casa, com Costinha a desviar com o braço um cruzamento de Galeno, num lance que, após análise das imagens do videoárbitro (VAR), foi sancionado com grande penalidade.

No entanto, a noite de pouco acerto do FC Porto foi mais uma vez evidenciada, desta feita por Taremi, que, na cobrança do castigo, desperdiçou a oportunidade atirando aos ferros da baliza vila-condense.

O esbanjar do iraniano encheu de confiança os donos do terreno na missão de segurar o resultado, numa tarefa facilitada pela inconsequente pressão dos visitantes, que tiveram num ‘tiro’ de Toni Martínez, para boa defesa de Jhonatan, uma das melhores oportunidades.

Os nervosos ‘dragões’ ainda tentaram o tudo por tudo na parte final, abdicando do central Marcano para estreia de André Franco, e depois de várias tentativas chegaram o golo de honra, num desvio Toni Martinéz, após cruzamento de Pepe.

Os portistas, mesmo com tempo escasso, ainda acreditaram em algo mais, mas ora pela falta de pontaria, ora pelas intervenções do guarda-redes contrário, já não conseguiram mexer no 3-1 final.

video
play-rounded-fill
video
play-rounded-fill

DESPORTO

JÁ É OFICIAL: BENFICA VENDE ENZO AO CHELSEA POR 121 MILHÕES

O argentino Enzo Fernández transferiu-se hoje do Benfica para os ingleses do Chelsea, por 121 milhões de euros (ME), anunciou hoje o clube da I Liga de futebol, em comunicado à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM).

Online há

em

blank

O argentino Enzo Fernández transferiu-se hoje do Benfica para os ingleses do Chelsea, por 121 milhões de euros (ME), anunciou hoje o clube da I Liga de futebol, em comunicado à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM).

“A Sport Lisboa e Benfica — Futebol, SAD (“Benfica SAD”) informa que chegou a acordo com o Chelsea FC para a alienação da totalidade dos direitos do jogador Enzo Fernández, por um montante de Euro121.000.000 (cento e vinte e um milhões de euros)”, informou a SAD benfiquista.

Na mesma nota enviada ao regulador do mercado, o Benfica refere que o Chelsea “terá o direito a reter o mecanismo de solidariedade de 3,78% para posterior distribuição aos clubes que participaram na formação do jogador”.

“Adicionalmente, a Benfica SAD terá encargos com serviços de intermediação de 6,56% do valor da venda deduzido do montante da solidariedade e terá ainda de entregar ao River Plate o montante correspondente a 25% do valor da transferência deduzido dos montantes da solidariedade e dos serviços de intermediação”, lê-se também no comunicado.

A confirmação da transferência surge pouco tempo depois de o treinador dos ‘encarnados’, Roger Schmidt, ter admitido que o negócio estava “feito”, sendo que o médio já nem foi utilizado na partida com o Arouca, para a I Liga.

Depois de ter chegado ao clube da Luz em meados de julho de 2022, por 10 ME, aos quais podiam acrescer oito milhões por objetivos, o médio, de 21 anos, muda-se para os ‘blues’, que pagaram a cláusula de rescisão.

A transferência de Enzo para o Chelsea corresponde à venda mais alta de um clube português, agora à frente de João Félix, que se mudou por 120 ME do Benfica para o Atlético de Madrid, em 2019.

Por outro lado, é também a transação mais elevada da história da Premier League, superando a de Jack Grealish, que foi contratado pelo Manchester City ao Aston Villa, por 117 ME, em 2021.

Considerado o melhor jogador jovem do Mundial2022, que ganhou ao serviço da Argentina, Enzo Fernández fez 29 jogos ao serviço do Benfica e marcou quatro golos.

Antes de chegar ao Benfica, o médio esteve quase sempre ligado ao River Plate, com passagem, por empréstimo, pelo Defensa y Justicia, também da Argentina.

LER MAIS

DESPORTO

BENFICA VENCE EM AROUCA E MANTÉM A LIDERANÇA (VÍDEO)

O Benfica reforçou hoje a liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em Arouca por 3-0, para a terceira vitória consecutiva fora sem sofrer golos em 11 dias, em encontro da 18.ª jornada.

Online há

em

blank

O Benfica reforçou hoje a liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em Arouca por 3-0, para a terceira vitória consecutiva fora sem sofrer golos em 11 dias, em encontro da 18.ª jornada.

João Mário, aos 25 e 54 minutos, para passar a somar 10 tentos na prova, e o suplente croata Petar Musa, aos 80, selaram o triunfo dos ‘encarnados’, que alinharam sem Rafa, Gonçalo Ramos e o argentino Enzo Fernández, eventualmente de saída da Luz.

Com este resultado, o Benfica passou a somar 50 pontos, em 19 jogos, mais 10 do que o Sporting de Braga, 11 face ao FC Porto e 18 em relação ao Sporting, todos com 17 encontros disputados, enquanto o Arouca manteve-se com 26 e caiu para sétimo.

Fonte: Vídeo Sport TV

LER MAIS

DESPORTO

FARENSE PUNIDO COM DOIS JOGOS À PORTA FECHADA POR “DISCRIMINAÇÃO”

O Farense foi hoje punido com dois jogos à porta fechada e 33.470 euros de multa por comportamentos discriminatórios no empate com o Académico de Viseu, em 20 de agosto de 2022, para a II Liga de futebol.

Online há

em

blank

O Farense foi hoje punido com dois jogos à porta fechada e 33.470 euros de multa por comportamentos discriminatórios no empate com o Académico de Viseu, em 20 de agosto de 2022, para a II Liga de futebol.

Segundo a decisão do processo disciplinar instaurado ao clube algarvio, hoje divulgada pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), o emblema de Faro terá de jogar à porta fechada dois encontros do campeonato e pagar 33.470 euros, por incumprimento do artigo 113.º do Regulamento Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

“O clube que promova, consinta ou tolere a exibição de faixas, o cântico de slogans racistas ou, em geral, quaisquer comportamentos que atentem contra a dignidade humana em função da raça, língua, religião, origem étnica, género ou orientação sexual é punido”, pode ler-se no referido artigo.

Ainda segundo o artigo regulamentar, a sanção pode ir de dois a cinco jogos à porta fechada, tendo assim sido cifrada na mínima aplicação possível quanto aos factos ocorridos no 2-2 em Faro, na terceira jornada da II Liga de futebol.

Após a partida, o jogador brasileiro dos viseenses André Clóvis disse ter sido alvo de insultos racistas por parte dos adeptos algarvios presentes no Estádio São Luís, um incidente denunciado também pelo próprio clube que representa.

Os atos dirigidos a Clóvis, que marcou um dos golos da sua equipa nesse dia 20 de agosto de 2022, ocorreram, segundo o relato do próprio, quando foi substituído, aos 83 minutos, e levaram a incidentes já após o apito final.

A ‘confusão’ entre o banco do Académico e adeptos locais resultou ainda na expulsão do presidente do Farense, João Rodrigues.

O avançado brasileiro, emprestado pelo Estoril Praia, é uma das figuras do emblema de Viseu, quinto classificado da II Liga, sendo o melhor marcador da prova. O Farense é segundo.

Os insultos racistas motivaram ainda a abertura de um processo disciplinar por parte da Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto (APCVD).

Também na II Liga, o presidente da SAD do Leixões, André Castro, foi suspenso por 22 dias, segundo o mapa de castigos hoje divulgado, por palavras dirigidas ao árbitro do encontro dos matosinhenses com o Penafiel, no domingo, que a equipa da casa venceu por 2-1.

LER MAIS

DESPORTO

JOÃO CANCELO SEGUE PARA O BAYERN MUNIQUE POR EMPRÉSTIMO DO MANCHESTER CITY

O futebolista internacional português João Cancelo vai jogar no Bayern Munique até final da temporada, por empréstimo do Manchester City, num negócio que inclui uma opção de compra, anunciaram hoje os dois clubes nos respetivos sites oficiais.

Online há

em

blank

O futebolista internacional português João Cancelo vai jogar no Bayern Munique até final da temporada, por empréstimo do Manchester City, num negócio que inclui uma opção de compra, anunciaram hoje os dois clubes nos respetivos sites oficiais.

“O Bayern assinou com o internacional português João Cancelo por empréstimo do Manchester City. O lateral, de 28 anos, muda-se para Munique num acordo inicial até ao final da presente temporada”, referem os bávaros em comunicado.

Cancelo, de 28 anos, estava a cumprir a quarta temporada ao serviço dos campeões ingleses, que o contrataram à Juventus em 2019, por 65 milhões de euros (ME), emergindo, desde então, como uma das principais figuras do ‘onze’ comandado por Pep Guardiola, ultimamente na lateral esquerda.

Com 154 jogos e nove golos pelos ‘citizens’, o defesa luso acabou por perder espaço nas opções do técnico catalão desde que regressou do Mundial2022, disputado entre novembro e dezembro, sendo que apenas participou em cinco dos 10 encontros que o City realizou no último mês e só foi titular em três deles.

O lateral dividiu a formação entre Barreirense e Benfica, de onde saiu para os espanhóis do Valência, que representou entre 2014 e 2017, antes de rumar a Itália, para alinhar, por empréstimo, no Inter Milão, em 2017/18.

Terminada a cedência aos ‘nerazzurri’, acabou por ser contratado em definitivo pela Juventus, que pagou 40 ME ao Valência, ficando em Turim somente uma temporada, até se transferir para Inglaterra, onde tinha como companheiros de equipa os compatriotas Rúben Dias e Bernardo Silva.

Cancelo é o terceiro jogador português a representar o Bayern Munique, depois de Renato Sanches, que se transferiu do Benfica em 2016 e esteve ligado aos bávaros até 2019, e Tiago Dantas, que foi cedido pelos ‘encarnados’ em 2020/21.

O Bayern Munique é o atual líder da Bundesliga e vencedor das últimas 10 edições da competição.

LER MAIS

JORNAL ONLINE

blank

DESPORTO DIRETO

MUSICBOX

EMISSÃO NACIONAL





EMISSÃO REGIONAL










WEBRÁDIOS TEMÁTICAS MUSICAIS










LINHA CANCRO

PAGAMENTO PONTUAL

KEYWORDS

MAIS LIDAS

Hide picture