Connect with us

REGIÕES

FUNCHAL MANTÉM A TAXA DE IMI NO VALOR MAIS BAIXO

A Câmara do Funchal vai manter o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) na taxa mínima, 0,30%, disse hoje o presidente da autarquia, Paulo Cafôfo, vincando que o objetivo é “apoiar as famílias”.

Data:

em

A Câmara do Funchal vai manter o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) na taxa mínima, 0,30%, disse hoje o presidente da autarquia, Paulo Cafôfo, vincando que o objetivo é “apoiar as famílias”.

“Quando cheguei à Câmara [em 2013] o imposto era de 0,35%. Neste momento, está em 0,30%, o valor mais baixo, e é esta a filosofia”, afirmou, após a reunião do executivo camarário, liderado pela coligação Confiança (PS/BE/PDR/Nós, Cidadãos!).

Paulo Cafôfo explicou que, com esta medida, a autarquia “deixa de arrecadar verbas significativas”, mas em contrapartida presta um grande apoio aos munícipes.

“Isto significa desonerar as famílias funchalenses, porque estamos a aplicar a taxa mais baixa que é possível e deste modo a devolver 2,6 milhões de euros aos proprietários de casas”, afirmou.

O autarca indicou, por outro lado, que será aplicado o IMI familiar a cerca de 8.000 agregados, onde as famílias com um filho vão pagar menos 20 euros, com dois filhos menos 40 euros e três ou mais filhos menos 70 euros.

Na reunião de hoje, o executivo aprovou, também, a continuação da campanha municipal de vacinação e identificação de animais domésticos, nomeadamente cães.

“Vamos fazê-lo em todas as juntas de freguesia, com início já este mês”, disse, revelando que em 2017 foram vacinados e identificados de forma gratuita 1.200 animais.

LUSA

AS MAIS LIDAS