A GNR apreendeu mais de 48 toneladas de folha de tabaco no distrito de Castelo Branco, representando um valor aproximado de imposto em falta de 10 milhões de euros, foi anunciado esta segunda-feira.

Em comunicado, a GNR explica que a apreensão foi efectuada na sexta-feira, através da unidade de acção fiscal de Évora e adianta que foi detido um homem de 62 anos, indiciado pela prática dos crimes de fraude fiscal qualificada e introdução fraudulenta no consumo qualificada.

“No âmbito da investigação foram efectuadas uma busca domiciliária e duas não domiciliárias onde foram apreendidos 48.073 quilos de folha de tabaco embalado para venda ao público, 10.380 euros em numerário e diverso material de etiquetagem e acondicionamento de tabaco”, lê-se no documento.

Segundo a GNR, o tabaco apreendido equivale a um imposto em dívida ao Estado de quase 10 milhões de euros em sede de imposto especial sobre consumo e IVA.

O detido, de 62 anos, foi constituído arguido e, depois de presente a tribunal, ficou em prisão preventiva.

“O arguido fazia uso de instalações agrícola para armazenar, transformar, acondicionar e distribuir tabaco em folha para diversos revendedores localizados em território nacional e espanhol, bem como, em alguns casos, directamente ao público”, refere a GNR.

Publico