RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

GOUVEIA: MUNICÍPIO APELA À POUPANÇA DE ÁGUA – SECA

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O município de Gouveia, no distrito da Guarda, apelou hoje aos habitantes do concelho para que, face à seca, usem a água de forma “consciente” e intensifiquem “os cuidados de poupança de água da rede pública”.

“Atendendo às condições meteorológicas que se fazem sentir, com temperaturas a atingir os 40 graus, à ausência de chuva e à consequente redução do volume dos caudais das várias origens de água que abastecem o concelho, o município de Gouveia apela ao consumo moderado de água e ao uso eficiente da mesma”, referiu a autarquia em comunicado hoje divulgado.

O município de Gouveia, presidido por Luís Tadeu, solicitou à população “que intensifique os cuidados de poupança de água da rede pública de abastecimento para consumo humano, eliminando o seu uso supérfluo e restringindo o seu consumo ao estritamente necessário”.

Segundo a autarquia, devem ser evitadas as lavagens de viaturas, de telhados ou ruas, as regas ou o enchimento de piscinas e tanques.

“Só com a ajuda consciente e responsável de todos conseguiremos evitar constrangimentos de maior ordem, como diminuição da pressão, possíveis falhas no abastecimento ou eventual racionamento do mesmo. Lembre-se que a água não é um recurso inesgotável!”, vincou a Câmara Municipal de Gouveia, na Serra da Estrela.

Mais de um quarto do território do continente estava no final de junho em seca extrema (28,4%), verificando-se um aumento em particular na região Sul e em alguns locais do interior Norte e Centro, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O restante território estava em seca severa (67,9%) e seca moderada (3,7%).

No último dia do mês de maio, 97,1% do território estava em seca severa, 1,5 em seca moderada e 1,4 em seca extrema.

No final de junho, os valores de percentagem de água no solo continuavam muito baixos em todo o território e em especial na região interior Norte e Centro, no vale do Tejo, Alentejo e Algarve.

“De realçar os distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Setúbal, Beja e Faro com valores inferiores a 10 % e em muito locais iguais ao ponto de emurchecimento permanente”, destacou o IPMA.

VEJA AINDA:

INCÊNDIOS: PARQUE NATURAL DA ESTRELA VAI LEVAR DÉCADAS A RECUPERAR – QUERCUS

Lusa

PORTO: TROTINETES CIRCULAM POR ZONAS PEDONAIS PROIBIDAS

Lusa

VILA REAL: JUDICIÁRIA DETEVE TRÊS SUSPEITOS DE ATEAR 16 INCÊNDIOS – MONTALEGRE

Lusa

VILA POUCA DE AGUIAR: APICULTORES PREOCUPADOS COM ANOS SUCESSIVOS DE BAIXA PRODUÇÃO

Lusa

ALMANCIL: CORPO DA DESAPARECIDA SANDRA ANDRADE ENCONTRADO EM QUARTEIRA

Lusa

VILA REAL: CHUVA E TROVOADA PROVOCA QUEDA DE ÁRVORES E INCÊNDIOS

Lusa