RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

GOVERNO DIZ QUE A TAXA DE DESEMPREGO ATINGE EM 2021 NÍVEL ANTERIOR À PANDEMIA

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A taxa de desemprego de 6,6% em 2021 foi inferior ao previsto e é a mais baixa desde 2019, tendo recuado para níveis anteriores à pandemia de covid-19, destacou hoje o Ministério do Trabalho.

Num comunicado divulgado a propósito dos dados avançados esta manhã pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social realça que números do desemprego “ficam abaixo das estimativas do Governo, do Banco de Portugal (6,8%) e do Conselho das Finanças Públicas (7,3%)”.

Os números “mostram que Portugal terminou 2021 com dados do emprego acima de 2019 e do desemprego abaixo dos níveis pré-pandemia, contra todas as previsões”, pode ler-se na nota à imprensa.

O gabinete refere que em 2021 registou-se “um máximo histórico da população empregada, que aumentou para 4.815,3 milhares de pessoas, mais 128,6 mil face a 2020 e mais 36,1 mil face a 2019”, com destaque para o setor dos serviços.

O ministério destaca ainda o “máximo histórico dos contratos sem termo”, referindo que a população empregada por conta de outrem com contrato sem termo aumentou para 3.378,0 milhares de pessoas, mais 80,1 mil face a 2020.

“A população desempregada está agora ligeiramente abaixo do nível pré-pandemia, menos 12 mil face a 2020”, acrescenta.

Outro dado destacado pelo gabinete da ministra Ana Mendes Godinho é “o aumento recorde de mulheres empregadas, mais 61,1 mil face ao quatro trimestre de 2020 e 51,9 mil face a 2019, pré-pandemia”.

“As medidas de incentivo ao emprego como ‘lay-off’ tiveram um grande impacto na manutenção dos postos de trabalho, mas também como amortecedor do desemprego”, afirma a ministra, citada no comunicado.

A taxa de desemprego fixou-se em 6,6%, em 2021, uma descida de 0,4 pontos percentuais em relação ao ano anterior, segundo dados hoje divulgados pelo INE.

“[Em 2021] a taxa de desemprego foi 6,6% e a taxa de subutilização do trabalho foi 12,5%, tendo ambas diminuído em relação a 2020 (0,4 p.p. [pontos percentuais] e 1,6 p.p., respetivamente)”, concluiu o INE, que publicou os dados do emprego referentes ao quarto trimestre e à totalidade do ano de 2021.

Relativamente aos jovens (16 aos 24 anos), a taxa de desemprego situou-se em 23,4%, ficando 0,9 pontos percentuais acima do estimado para o ano anterior.

No ano passado, a média anual da população empregada foi 4.812.300 pessoas, tendo aumentado 2,7% (128.600) em relação a 2020.

Já a população desempregada, estimada em 338.800 pessoas, diminuiu 3,4% (12.000) em relação ao ano anterior, mas a proporção de desempregados de longa duração foi estimada em 43,4%, mais 10,1 pontos percentuais do que em 2020.

VEJA AINDA:

COMBUSTÍVEIS: PESADOS DE MERCADORIAS COM DESCONTO EXTRAORDINÁRIO NO GASÓLEO

Lusa

MOODY’S DIZ QUE ‘RÚSSIA PREGOU O CALOTE’ MAS MOSCOVO NEGA

Lusa

GOVERNO VAI ALARGAR POR MAIS TRÊS MESES APOIO AO CABAZ ALIMENTAR

Lusa

UMA EM QUATRO PESSOAS EM IDADE ATIVA NA UE NÃO TRABALHAVAM EM 2021

Lusa

PORTUGUESES ENTRE OS MAIS ALARMADOS COM IMPACTO DA GUERRA – ESTUDO

Lusa

RÚSSIA: MAIS DE 90% DO GÁS NATURAL EXPORTADO É PAGO EM RUBLOS – KREMLIN

Lusa