Connect with us

REGIÕES

GUARDA QUER SER A CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA

A candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027 vai debater, no sábado, o tema ‘A Cultura não tem idade’, com a presença do ator Ruy de Carvalho, foi hoje anunciado.

Data:

em

A candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027 vai debater, no sábado, o tema “A Cultura não tem idade”, com a presença do ator Ruy de Carvalho, foi hoje anunciado. O café concerto do Teatro Municipal da Guarda acolhe, pelas 18:00 de sábado, mais uma sessão do ciclo “Conversas de Café”, sobre a temática “A Cultura não tem idade: inclusão e vida ativa pelas artes”.

Segundo uma nota da Câmara Municipal da Guarda, além do ator Ruy de Carvalho, participam na iniciativa Rita Wengorovius (atriz, encenadora e diretora artística) e Maria José Dinis da Fonseca (pedagoga curativa e sócio terapeuta).

A sessão tem entrada livre.

“A Cultura não tem idade: inclusão e vida ativa pelas artes” é o tema da terceira conversa do ciclo “Conversas de Café”, constituído por cinco sessões.

O ciclo teve início no dia 29 de janeiro com o tema central “Património Cultural como fonte de criação artística” e também já discutiu a temática “Design e produtos endógenos: da tradição à inovação” (15 de fevereiro).

A quarta iniciativa está agendada para 29 de março, sobre “A fruição artística na escola: desafios pedagógicos” e, a última, será realizada em 26 de abril, com a temática “A Diáspora: patrimónios da emigração na região da Guarda”.

O ciclo “Conversas de Café” é organizado pela comissão executiva da candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura e pela Câmara Municipal, com o objetivo de promover a participação e o envolvimento da comunidade em geral na discussão pública e reflexão dos temas que integram o conteúdo da estratégia e a proposta de programa da Candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027.

A comissão executiva da candidatura é coordenada pelo antigo secretário de Estado da Cultura José Amaral Lopes.

Além do ex-governante e conselheiro na área da Cultura da União Europeia, fazem parte do grupo de trabalho Fernando Carmino Marques (em representação do Instituto Politécnico da Guarda), André Barata Nascimento (Universidade da Beira Interior), Efrem Yildiz Sadak (Universidade de Salamanca, Espanha), Rui Jacinto (Universidade de Coimbra), João Mendes Rosa (diretor do Museu da Guarda) e Victor Afonso (programador e coordenador do Teatro Municipal da Guarda).

A comissão é supervisionada por uma Estrutura de Missão composta pelo presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, pelo vereador da Cultura, Victor Amaral, e pelo coordenador José Amaral Lopes.

A candidatura conta com o apoio dos catorze municípios do distrito da Guarda e de três do distrito de Castelo Branco (Covilhã, Fundão e Belmonte), que assinaram recentemente um Acordo Intermunicipal de Cooperação.

LUSA

AS MAIS LIDAS