Ligue-se a nós

INTERNACIONAL

GUERRA: EUA PREOCUPADOS COM RISCO DE ATAQUE NUCLEAR DA RÚSSIA NA UCRÂNIA

Os Estados Unidos estão “cada vez mais preocupados” com a possibilidade de um ataque nuclear da Rússia na guerra na Ucrânia, disse hoje um assessor da Casa Branca.

Online há

em

Os Estados Unidos estão “cada vez mais preocupados” com a possibilidade de um ataque nuclear da Rússia na guerra na Ucrânia, disse hoje um assessor da Casa Branca.

“Estamos a acompanhar isso da melhor maneira possível”, disse John Kirby, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, um organismo que responde diretamente ao Presidente dos EUA, Joe Biden.

Kirby reagiu desta forma quando questionado sobre um artigo do jornal The New York Times, segundo o qual altas patentes militares russas discutiram recentemente quando e como utilizar armas nucleares na Ucrânia.

No entanto, o mesmo porta-voz assegurou que a Casa Branca não tem qualquer indicação de preparativos concretos por parte da Rússia nesse sentido.

Recentemente, Joe Biden afirmou que o mundo estava, pela primeira vez desde a Guerra Fria, perante o risco real de um “Armagedon”, referindo-se ao cenário de um “apocalipse nuclear”, por causa da predisposição da Rússia para o recurso ao seu arsenal atómico.

De acordo com um artigo hoje divulgado no The New York Times, líderes militares russos discutiram recentemente a possibilidade de usar armas nucleares táticas na Ucrânia.

O Presidente russo, Vladimir Putin, não terá participado nessas conversas e nenhum sinal de preparação para esse cenário foi avançado, de acordo com fontes não identificadas citadas pelo jornal.

Ainda assim, as conversas – das quais Washington tomou conhecimento em meados de outubro – aumentaram a preocupação nas capitais ocidentais, que se interrogam sobre a iminência de um ataque nuclear.

Hoje, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que os ‘media’ ocidentais estão a tomar atitudes “irresponsáveis” ao “deliberadamente inflamar o tema do uso de armas nucleares”, assegurando que Moscovo “não tem a menor intenção de participar” desse debate.

Na terça-feira, porém, o ex-Presidente russo e atual número dois do Conselho de Segurança Nacional russo, Dmitry Medvedev, voltou a falar da possibilidade de recurso a armas nucleares.

Medvedev disse que a vontade ucraniana de reconquistar todos os territórios ocupados, incluindo a Crimeia ou a região de Donbass, “ameaça a existência” do Estado russo, oferecendo “uma razão direta” para usar “meios de dissuasão nuclear”.

Durante um discurso televisionado, em 21 de setembro, e perante a resistência ucraniana, alimentada pela ajuda militar ocidental, o próprio Vladimir Putin fez alusão ao recurso a armas nucleares.

Na altura, Putin disse estar pronto para usar “todos os meios” do seu arsenal contra o Ocidente, que acusou de querer “destruir” a Rússia, assegurando que a sua declaração não era um “bluff”.

INTERNACIONAL

ZELENSKY AGRADECE ATRIBUIÇÃO DE 50 MIL MILHÕES DE DÓLARES PELO G7

A cimeira do grupo dos sete países mais ricos do mundo (G7) deu um apoio claro à Ucrânia com um pacote de 50 mil milhões de dólares, anunciou na rede social X o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Online há

em

A cimeira do grupo dos sete países mais ricos do mundo (G7) deu um apoio claro à Ucrânia com um pacote de 50 mil milhões de dólares, anunciou na rede social X o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

“Cimeira do G7. Apoio inequívoco à Ucrânia, ao direito internacional e a uma paz justa”, afirmou o líder ucraniano, publicando uma foto com os líderes mundiais durante o encontro, que decorre em Itália.

“Todos os dias reforçamos as nossas posições e a nossa defesa da vida”, afirmou.

O pacote de apoio de 46,3 mil milhões de euros será financiado pelos juros sobre os ativos russos congelados.

“Cada reunião serve o objetivo de dar à Ucrânia novas oportunidades de vitória. Estou grato a todos os nossos parceiros”, acrescentou ainda Zelensky.

LER MAIS

INTERNACIONAL

GUERRA: PORTUGAL VAI TREINAR MILITARES UCRANIANOS – NUNO MELO

O ministro da Defesa anunciou esta quinta-feira que Portugal vai treinar militares ucranianos na utilização de carros de combate, à semelhança do que está a ser feito para os caças F-16, e que a disponibilidade “é imediata”.

Online há

em

O ministro da Defesa anunciou esta quinta-feira que Portugal vai treinar militares ucranianos na utilização de carros de combate, à semelhança do que está a ser feito para os caças F-16, e que a disponibilidade “é imediata”.

“Implica treino naquilo que é o desempenho da artilharia, em carros de combate, em Portugal. Como sabe, nós temos já militares ucranianos a serem treinados em Portugal, no universo F-16 […], e agora também no que tem que ver com terra e os carros de combate, que são uma prioridade”, disse Nuno Melo, no final do primeiro dia de um encontro ministerial da Aliança Atlântica, em Bruxelas.

Falando aos jornalistas no quartel-general da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), o ministro da Defesa Nacional revelou que a assinatura do protocolo para instrução de militares em carros de combate vai ser “hoje à tarde”.

“A disponibilidade de Portugal é imediata”, completou.

Nuno Melo disse que durante a reunião do Grupo de Contacto para a Defesa da Ucrânia, encabeçado pelos Estados Unidos, foi consensual a opinião de que “as dificuldades para a Rússia continuam a aumentar”.

“Isso são más notícias para a Rússia, melhores notícias para a Ucrânia”, reconheceu, considerando que o conflito é também uma luta pelos “valores civilizacionais”.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS