Ligue-se a nós

DESPORTO

GUIMARÃES VENCE MARSELHA NUMA “BATALHA CAMPAL” (vídeo)

Vitória de Guimarães vence o Marselha num jogo marcado pela violência e por tudo o que não faz falta ao futebol.

Online há

em

Ao cabo de quatro jogos, o Vitória de Guimarães conseguiu a sua primeira vitória nesta edição da Liga Europa. Um golo de Hurtado bastou para derrubar o Marselha no D. Afonso Henriques e assim manter o sonho de se apurar para a próxima fase.

O encontro ficou marcado por um episódio que está a correr mundo e mancha a carreira de Patrice Evra. O lateral esquerdo envolveu-se em confusão antes do início do jogo e agrediu um adepto do Marselha a pontapé, num golpe a lembrar Eric Cantona (que, enquanto jogador do Manchester United, agrediu um adepto com um golpe de Karaté). Tudo começou quando, a cerca de 25 minutos antes do início do jogo, Evra atirou uma bola para a bancada dos adeptos do Marselha. Estes não gostaram e devolveram o esférico ao veterano jogador (muito contestado pelas suas recentes exibições). Houve uma troca de palavras, alguns adeptos saltaram a vedação, invadiram na zona de aquecimento e entraram em confrontos com os jogadores. Nesse momento, Evra atingiu um adepto do Marselha com um pontapé na cabeça, num golpe a lembrar lutadores de MMA (Mixed Martial Arts) antes de ser retirado do local da confusão por Abdenour e Rolando.

Mal o confronto foi sanado, dirigiu-se de imediato com dois colegas para o balneário, não tendo depois constado do ‘onze’ inicial nem no banco de suplentes. Acabou por ver o vermelho e tornou-se no primeiro jogador a ser expulso na Liga Europa antes do início de jogo. Alguns dos adeptos do Marselha tentaram ainda entrar em confronto com alguns dos vitorianos na zona ali próxima, mas foram travados pelas forças policiais e por alguns dos ‘stewards’.

A partida era crucial para as aspirações minhotas. A equipa de Pedro Martins entrou em campo com apenas um ponto nos primeiros três jogos, pelo que era importante vencer para continuar a sonhar com um inédito apuramento para a fase seguinte. Sabendo dessa urgência de pontos, o treinador do Vitória de Guimarães armou uma equipa com vocação ofensiva, colocando Hurtado e Francisco Ramos à frente de Wakaso no meio-campo, no apoio a Helton, Raphinha e Rafael Martins.

Já o Marselha, com Rolando e Mitroglou no banco, sabia que uma vitória no D. Afonso Henriques deixaria a equipa bem encaminhada para passar esta fase de grupos, depois dos triunfos frente a este mesmo Guimarães em casa e também contra o Red Bull Salzburg.

VEJA AQUI O VÍDEO:

[KGVID height=”360″]https://radioregional.pt/wp-content/uploads/2017/11/guimaraes-vence-marselha-numa-batalha-campal-video.mp4[/KGVID]

O JOGO:

Este foi um jogo muito mexido, jogado sempre a alta velocidade com o perigo a rondar as duas balizas. Nas bancadas os adeptos tentavam empurrar a equipa para a frente, num ambiente fantástico. Aos seis minutos, um lance trabalhado pelos centrais minhotos quase dava golo após livre de Hurtado: Jubal desviou, Marcos Valente não emendou por pouco. Na resposta o Marselha também podia ter marcado, mas Marcos Valente não deixou que a bola chegasse a Valère Germain.

Apesar de o jogo estar mexido, jogado com muita intensidade, foi preciso esperar até ao minuto 40 para ver nova oportunidade de golo. Konan pegou na bola na lateral esquerda minhota, foi por aí fora, passando por vários adversários até servir Rafael Martins. O remate do atacante brasileiro saiu contra um contrário.

No segundo tempo o Marselha entrou melhor, o que deixou o Vitória de Guimarães perdido em campo por alguns instantes. Os ´conquistadores` demoraram algum tempo a reentrar no jogo e só não sofreram golo nesse período porque o jovem camaronês Clinton Njie falhou na cara de Miguel Silva, aos 57. O atacante do Marselha tentou desviar a bola do guarda-redes minhoto, mas fez o remate com pouca força, o que permitiu o corte de Marcos Valente.

O Vitória de Guimarães carregou nos últimos 30 minutos e ganhou confiança depois de Rafael Martins ter disparado uma ´bomba` que foi devolvido pela barra, aos 65 minutos. Apesar do remate, a decisão do atacante não foi a melhor já que, numa situação de três para dois, tinha Heldon sozinho na direita.

Um lance que despertou ainda mais o Vitória e deixou o D. Afonso Henriques em ebulição. Aproveitou Raphinha para tentar o golo, mas Mandanda assim não quis e defendeu com os pés, após grande trabalho do extremo brasileiro, aos 70 minutos. Antes do lance, o Guimarães ficou a pedir penálti após queda de Rafael Martins na área. No minuto seguinte é Marcos Valente a ficar perto do golo, mas o seu desvio saiu ao lado, após livre.

A VITÓRIA DO VITÓRIA:

Tanta insistência haveria de dar frutos aos 80 minutos. O cabo-verdiano Helton tirou um centro ´açucarado` para a área francesa onde apareceu o peruano Hurtado a subir e a cabecear, sem hipóteses para Mandanda, para delírio dos adeptos da casa. Por esta altura os adeptos minhotos entoavam, “A Portuguesa”, o hino de Portugal, relembrando aos franceses a vitória da seleção lusa frente a França em pleno Parque dos Príncipes, na final do Euro2016.

Aproveitou Pedro Martins para ´trancar as portas` da vitória, colocando Moreno para o meio, no lugar de Hurtado e Vítor Garcia no posto do cansado João Aurélio. Por outro lado, Rudi Garcia tentou evitar a derrota, colocando o ex-Benfica Mitroglou no lugar do médio Luiz Gustavo. E tudo ficou pior quando, aos 86 minutos, Boubacar Kamara, viu o segundo amarelo e consequente vermelho e deixou o Marselha a jogar com menos um.

A vitória permite ao Vitória de Guimarães chegar aos quatro pontos, os mesmos do Konyaspor que agora é ultimo, e reentrar na luta pelo apuramento. O Salzburgo tem oito, o Marselha soma seis pontos. Este foi o primeiro triunfo do Guimarães nesta edição da prova e a primeira vitória dos minhotos nos últimos dez jogos na Europa.

 

SportInforma | Sapo

DESPORTO

PRIMEIRA LIGA: O PRIMEIRO CLÁSSICO “SPORTING X PORTO” DIA 31 DE AGOSTO

A receção do Sporting ao FC Porto, da quarta jornada da I Liga de futebol, vai realizar-se no dia 31 de agosto, um sábado, pelas 20:30, no Estádio José Alvalade, anunciou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Online há

em

A receção do Sporting ao FC Porto, da quarta jornada da I Liga de futebol, vai realizar-se no dia 31 de agosto, um sábado, pelas 20:30, no Estádio José Alvalade, anunciou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

A LPFP divulgou hoje os horários das quatro primeiras jornadas do campeonato, com destaque para o ‘clássico’ entre os ‘leões’, atuais campeões’, e os ‘dragões’, que vencerem a Taça de Portugal.

Este será o segundo duelo entre as duas equipas na época 2024/25, já que se vão defrontar na Supertaça Cândido de Oliveira, no arranque da temporada, num jogo agendado para o dia 03 de agosto, em Aveiro.

Esta quarta ronda da I Liga vai arrancar no dia 30 de agosto, sexta-feira, com a visita do Benfica ao terreno do Moreirense.

LER MAIS

DESPORTO

PRIMEIRA LIGA: CAMPEÃO SPORTING DÁ O “TIRO DE PARTIDA” FRENTE AO RIO AVE

O receção do campeão Sporting ao Rio Ave, no dia 09 de agosto, pelas 20:15, marca o arranque da época 2024/25 da I Liga de futebol, anunciou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Online há

em

O receção do campeão Sporting ao Rio Ave, no dia 09 de agosto, pelas 20:15, marca o arranque da época 2024/25 da I Liga de futebol, anunciou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Segundo o calendário divulgado pelo organismo, os ‘leões’, que conquistaram o título na época passada, recebem os vila-condenses numa sexta-feira, numa ronda em que o FC Porto joga no sábado, dia 10 de agosto, pelas 20:30, em casa frente ao Gil Vicente e o Benfica no domingo, dia 11, pelas 18:00, no terreno do Famalicão.

A primeira ronda termina na segunda-feira, dia 12, com o embate entre o Arouca e o Vitória de Guimarães.

LER MAIS

MAIS LIDAS