HAVIA TRÊS KAMOV PARADOS QUE SÓ AGORA PODEM VOLTAR A COMBATER INCÊNDIOS

O deputado social-democrata Duarte Marques indicou, à antena da SIC, que o caso dos helicópteros Kamov parados durante incêndios por causa de falta de documentos atesta “irresponsabilidades”

O deputado social-democrata Duarte Marques indicou, à antena da SIC, que o caso dos helicópteros Kamov parados durante incêndios por causa de falta de documentos atesta “irresponsabilidades”

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) autorizou esta segunda-feira que três dos helicópteros pesados Kamov possam voltar a operar no combate aos incêndios, confirmou à agência Lusa fonte ligada ao setor aeronaútico. Esta informação surgiu um dia depois de Duarte Marques ter denunciado, na SIC, que estes aparelhos estavam parados.

O deputado do PSD, de novo em entrevista à estação de Carnaxide, disse ser “lamentável que em Portugal um assunto destes se resolva apenas através da denúncia”.

“Eu não quero acreditar que tenha sido a minha denúncia e o meu alerta que tenha resolvido” o caso, afirmou, sublinhando que se ajudou “um milímetro que fosse para que mais meios aéreos estejam disponíveis já valeu a pena”.

No entender do social-democrata a autorização dada hoje pela ANAC confirma a sua denúncia. “Isto revela incompetência, revela má gestão, revela incúria de toda a gente. O facto de se ter entregue hoje na ANAC os documentos que faltavam prova que há aqui irresponsabilidades”, atirou.

A autorização da ANAC, sublinhe-se, foi dada depois de a empresa Heliportugal, que é quem vai operar os Kamov, ter enviado hoje os documentos que estavam em falta.

“É triste quando num país como o nosso é preciso gritar e dar alguns berros para que as coisas andem para a frente”, lamentou Duarte Marques.

Fonte: TVI | Notícias ao Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.