DESPORTO

JESUALDO FERREIRA FOCADO NO POTENCIAL DE TRANSCENDÊNCIA DO BOAVISTA NA LUZ

O treinador Jesualdo Ferreira mostrou-se hoje focado na capacidade de os futebolistas do Boavista se transcenderem em termos competitivos na deslocação ao estádio do Benfica, no sábado, em encontro da 23.ª jornada da I Liga.

“Toda a gente sabe que estamos numa fase de crescimento e conquista de pontos. Para nós, é importante competir. Costumo dizer que, para se poder ter alguma capacidade de competir, é preciso sair do registo. Acho que esta equipa tem capacidade e espero que o faça”, vincou o técnico, em declarações publicadas nas redes sociais dos ‘axadrezados’.

O desafio com o Benfica chega no melhor momento da temporada do Boavista, como atestam os sete pontos somados nas últimas quatro jornadas, num terreno em que só conseguiu obter quatro vitórias em 57 confrontos para o campeonato.

“É um bom momento para passar do registo atual para patamares superiores. Essas são as minhas expectativas. Questões de resultado não me interessam minimamente, mas apenas a capacidade que possamos mostrar para defrontar uma equipa desta qualidade. Vamos lá competir com o Benfica e isso é uma coisa muito interessante”, reconheceu.

As ‘panteras’ derrotaram as ‘águias’ na primeira volta (3-0) e chegam à Luz motivadas pelo triunfo sobre o Famalicão (3-0), que permitiu abandonarem o último lugar da classificação e somarem a quarta vitória numa I Liga feita de “momentos bons e maus”.

“Já ganhámos jogos que merecemos e já perdemos jogos que não merecíamos. É nessa perspetiva que vou pensar exclusivamente numa coisa: observar como é que esta equipa é capaz de competir num estádio difícil e com um adversário muito forte. Isso é o mais importante”, reforçou Jesualdo Ferreira, na véspera do regresso ao reduto do Benfica.

O experiente técnico foi adjunto nas décadas de 1980 e 1990 do século passado e orientou os ‘encarnados’ de janeiro a novembro de 2002, tendo considerado que “não foi preciso estar a alimentar muito a mente” do plantel do Boavista ao longo da semana.

“É um jogo fácil para o treinador. Não tem de mexer muito, mas apenas e só relembrar-lhes o que este jogo significa para nós e subir os nossos níveis de confiança perante a qualidade do adversário. Espero durante o jogo que, com maior ou menor dificuldade, possamos passar para cima daquilo que tem sido o registo apresentado”, apontou.

Nessa toada de “melhoria coletiva e individual”, Jesualdo Ferreira vai detetando “muitos jogadores a demonstrar mais qualidade”, algo “normal quando se está a crescer”, enquanto os mais experientes “têm momentos em que estão melhor do que outros”.

“Interessa-nos o coletivo, porque é com essa qualidade que nós podemos tirar proveito das capacidades individuais de alguns jogadores e chegar mais longe do que se estivermos deitados em cima da capacidade de um, dois ou três. Mais do que nunca, o Boavista precisa de ser coletivamente muito forte para chegar onde quer”, finalizou.

​​​​​​​O Boavista, 14.º colocado, com 21 pontos, visita o Benfica, quarto, com 45, no sábado, às 18:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, num encontro da 23.ª jornada, com arbitragem de Manuel Mota, da associação de Braga.

VEJA AINDA:

CHAVES VENCE O COVILHÃ E ESTÁ MAIS PERTO DA LUTA PELA PRIMEIRA LIGA

Lusa

DIRETO: SPORTING CP X FC FAMALICÃO (20:00)

Rádio Regional

DIRETO: GD CHAVES X SC COVILHÃ (14:00)

Rádio Regional

BENFICA GOLEIA EM PAÇOS DE FERREIRA E MANTÉM DIFERENÇAS PARA O FC PORTO (VÍDEO)

Lusa

FC PORTO VENCE EM TONDELA E JOGA PRESSÃO PARA O SPORTING (VÍDEO)

Lusa

FÁBIO COENTRÃO ‘ARRANCA’ EMPATE PARA O RIO AVE NOS DESCONTOS COM O BOAVISTA (VÍDEO)

Lusa