RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

LISBOA: PSP EFETUOU DISPAROS PARA O AR PARA ACABAR COM AJUNTAMENTOS ‘ILEGAIS’

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve várias pessoas, fez várias apreensões e teve de efetuar disparos para o ar, na noite de sexta-feira, para acabar com ajuntamentos no Cais do Sodré, em Lisboa, anunciou hoje aquela força policial.

Num comunicado, a polícia indica que fez “detenções, apreensões e contra ordenações em noite com milhares de pessoas”.

Numa operação de policiamento em zonas de diversão noturna para verificação do cumprimento das medidas de contenção da pandemia de covid-19, designadamente no Bairro Alto e Cais Sodré, a PSP faz saber que acabou “com diversos ajuntamentos com música na via pública, procedeu a detenções, apreensões e contra ordenações”.

Entre os detidos estão duas pessoas por roubo e uma por agressão a agente de autoridade, afirma aquela entidade.

No comunicado, a PSP diz ainda que, “após o encerramento de todos os estabelecimentos” abertos, procurou “evitar os ajuntamentos entre grupos de centenas de pessoas no Cais do Sodré, tendo sido recebida com o arremesso de pedras de calçada e de garrafas de vidro”.

“Para fazer cessar estes comportamentos desordeiros e violentos, os meios policiais procederam à dispersão das pessoas, com recurso a meios coercivos de baixa potencialidade letal, incluindo o disparo de duas munições menos letais”, admitiu.

A PSP acrescenta que “desta ação resultaram ferimentos ligeiros em polícias, que não careceram de tratamento, bem como danos em material policial”.

A polícia específica ainda na nota que apreendeu dez colunas de som “por atividade ruidosa na via pública ou produção de um espetáculo sem licenciamento”, detetou duas infrações num estabelecimento, por venda de bebidas alcoólicas para o exterior em vasilhamento e aplicou nove autos por consumo de álcool na via pública e outro dois a pessoas que não usavam máscara.

Foram ainda detetadas duas infrações de venda ambulante com apreensão de dezenas de cervejas e foram elaborados dois autos por falta de licenciamento de esplanada, dois por funcionamento de estabelecimento fora de horas e um por falta de livro de reclamações.

A PSP elaborou mais dois autos a uma discoteca por estar a funcionar, tendo sido encerrada pela polícia.

Afirmando que vai continuar com estas ações preventivas e de fiscalização, a PSP apela ao cumprimento das normas em vigor no âmbito da luta contra a covid-19, nomeadamente a proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública, o uso obrigatório de máscara na via pública, sempre que não seja possível cumprir o distanciamento físico recomendado e a não concentração de pessoas na via pública.

VEJA AINDA:

COIMBRA: QUEIMA DAS FITAS ARRANCA COM ‘ALGUMAS LIMITAÇÕES’

Lusa

GUARDA: JUDICIÁRIA DETÉM SETE SUSPEITOS DE TRÁFICO DE ESTUPEFACIENTES

Lusa

OVAR: FESTEJOS DE CARNAVAL REGRESSAM EM 2022 – AUTARQUIA

Lusa

PENAFIEL: INVESTIMENTO DE UM MILHÃO DE EUROS NO SERVIÇO DE PNEUMOLOGIA DO HOSPITAL

Lusa

PORTO: ALA PEDIÁTRICA DO HOSPITAL DE SÃO JOÃO NO PORTO COMEÇA A RECEBER CRIANÇAS EM NOVEMBRO

Lusa

TRÊS PROJETOS NACIONAIS FINALISTAS NO CONCURSO DA NOVA PONTE SOBRE O DOURO PARA O METRO

Lusa