Ligue-se a nós

REGIÕES

LISBOA: TRABALHADORES DA TRANSTEJO/SOFLUSA EM GREVE DIA 20 DE MAIO

Os trabalhadores da Transtejo/Soflusa apresentaram hoje um pré-aviso de greve de três e duas horas por turno, respetivamente, para o próximo dia 20 de maio por a empresa manter a sua posição de “aumento de 0%” nas negociações salariais.

Online há

em

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Os trabalhadores da Transtejo/Soflusa apresentaram hoje um pré-aviso de greve de três e duas horas por turno, respetivamente, para o próximo dia 20 de maio por a empresa manter a sua posição de “aumento de 0%” nas negociações salariais.

Em declarações à Lusa, Paulo Lopes, sindicalista da FECTRANS – Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações, explicou que na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, foi entregue um pré-aviso tendo em conta que não houve mudança de posição.

Em 28 de abril, os trabalhadores da Transtejo/Soflusa concordaram em fazer “paralisações de três horas” por turno a partir de 20 de maio, caso não houvesse respostas às reivindicações salariais na reunião com a administração que teve hoje lugar.

De acordo com o sindicalista, a greve irá “na prática, fazer paragens em todos os turnos”, salientando que “praticamente não haverá barcos” nas ligações fluviais entre a Margem Sul e Lisboa.

Paulo Lopes adiantou ainda que no caso da Soflusa, o pré-aviso de greve é de duas horas por turno, tendo em conta os horários praticados.

“Nós sabemos que a empresa até tem vontade de negociar, mas não tem autorização por parte do Governo. Não estamos a tomar a atitude contra a empresa, mas o Governo não lhe deu autorização para apresentarem valores de aumentos salariais”, frisou.

Em declarações anteriores à Lusa, o sindicalista da FECTRANS já tinha explicado que os trabalhadores estão descontentes, já que os aumentos salariais que ocorreram no ano passado foram “baixíssimos, cerca de 0,3%, o que valeu um euro em muitos casos”.

Numa nota enviada à Lusa aquando do último plenário de trabalhadores, a Transtejo/Soflusa reconheceu que apresentou “uma proposta salarial, para 2021, em linha com a atualização definida para a administração pública”.

A Lusa questionou a empresa acerca de transportes alternativos para o dia da greve, mas não obteve ainda resposta.

A Transtejo assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, e Lisboa, enquanto a Soflusa é responsável por ligar o Barreiro à capital.

REGIÕES

AÇORES: 59 OCORRÊNCIAS INCLUINDO ESTRADA CORTADA DEVIDO A DERROCADA

A Proteção Civil dos Açores elevou para 59 o número de ocorrências registadas hoje, na sequência da passagem da depressão Óscar, incluindo uma derrocada que obstruiu totalmente a estrada de acesso à freguesia de Ribeira Quente, em São Miguel.

Online há

em

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A Proteção Civil dos Açores elevou para 59 o número de ocorrências registadas hoje, na sequência da passagem da depressão Óscar, incluindo uma derrocada que obstruiu totalmente a estrada de acesso à freguesia de Ribeira Quente, em São Miguel.

De acordo com um comunicado divulgado pelas 21:00, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) referiu que as 59 ocorrências, registadas desde a madrugada de hoje, foram “todas na ilha de São Miguel, nos concelhos de Ponta Delgada, Lagoa, Vila Franca do Campo e Povoação”.

“As situações reportadas estão relacionadas, sobretudo, com queda de árvores, queda de estruturas, derrocadas, inundações e vias rodoviárias obstruídas”, destacou o SRPCBA, que reportou mais 23 incidentes desde o último balanço.

Ao final da tarde, ocorreu uma derrocada que obstruiu totalmente a estrada de acesso à freguesia da Ribeira Quente, estando a decorrer “os trabalhos de desobstrução no local afetado”, salientou a Proteção Civil dos Açores.

“Nos concelhos da Povoação e do Nordeste, as comunicações móveis e fixas já se encontram repostas em ambos os concelhos”, acrescentou a mesma fonte.

As ilhas de São Miguel e Santa Maria estão sob aviso amarelo até às 06:00 de quarta-feira, por causa das previsões de chuva, por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) tinha emitido ainda avisos amarelos para aquelas duas ilhas por causa do vento (direção do quadrante norte) até às 21:00 de hoje.

Para o grupo central (Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial), o IPMA emitiu avisos amarelos, até às 00:00 de quarta-feira, devido à chuva que poderá ser forte acompanhada de trovoada.

Foi ainda emitido aviso amarelo para aquelas cinco ilhas, tendo em conta o vento, direção de nordeste, entre as 09:00 de hoje e as 00:00 de quarta-feira.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave da escala, é emitido em “situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica”.

LER MAIS

REGIÕES

MADEIRA: MAU TEMPO DEIXA 38 PESSOAS DESALOJADAS

Trinta e oito pessoas ficaram desalojadas na Madeira devido ao mau tempo que afeta o arquipélago desde segunda-feira, 22 das quais no Funchal, 15 em Câmara de Lobos e uma em Santa Cruz, indicaram hoje as autarquias.

Online há

em

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Trinta e oito pessoas ficaram desalojadas na Madeira devido ao mau tempo que afeta o arquipélago desde segunda-feira, 22 das quais no Funchal, 15 em Câmara de Lobos e uma em Santa Cruz, indicaram hoje as autarquias.

No Funchal, a situação mais grave envolve seis casas na freguesia de Santo António, na zona alta do concelho.

“Houve uma derrocada a sul das casas e há perigo de derrocada também a norte”, disse o presidente da Câmara do Funchal, Pedro Calado, num registo áudio enviado à agência Lusa, indicando que 18 pessoas foram afetadas.

“Já foram acionados os procedimentos normais com a Segurança Social e estamos a encaminhar essas 18 pessoas para um local seguro”, indicou.

A Câmara do Funchal está também a tratar do realojamento preventivo de outras quatro pessoas, nas freguesias do Monte e de São Pedro.

“O que importa agora é criar condições de segurança à população e resolver estes casos de desalojados”, disse Pedro Calado.

Em Câmara de Lobos, concelho contíguo ao Funchal a oeste, três famílias ficaram desalojadas, indicou a autarquia em comunicado, precisando que se trata de um agregado composto por sete pessoas na freguesia do Jardim da Serra e dois agregados num total de oito pessoas na freguesia do Curral das Freiras.

“As famílias afetadas não ativaram a linha 144 [apoio da Segurança Social], tendo procurado realojamento em casa de familiares”, refere a nota.

A autarquia forneceu refeições à família do Jardim da Serra, não tendo apurado ainda a necessidade de refeições das famílias do Curral das Freiras.

No concelho de Santa Cruz, zona leste da Madeira, uma pessoa ficou também desalojada devido à queda do telhado da habitação durante a noite.

A costa sul e as regiões montanhosas da ilha estiveram sob aviso vermelho entre as 15:00 de segunda-feira e as 15:00 de hoje devido à chuva forte e persistente por causa da passagem da depressão Óscar.

O aviso vermelho, o mais grave de uma escala de três, foi emitido pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que registou o período mais crítico entre as 06:00 e as 09:00 de hoje.

O arquipélago ficou depois sob aviso amarelo, situação que deverá manter-se até às 18:00.

LER MAIS

JORNAL ONLINE


RÁDIO ONLINE


HELPO


LINHA CANCRO


DESPORTO DIRETO


RÁDIO REGIONAL: SD | HD





RÁDIO REGIONAL VILA REAL




RÁDIO REGIONAL CHAVES




RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA




RÁDIO REGIONAL MIRANDELA



MUSICBOX


WEBRADIO 100% PORTUGAL




WEBRADIO 100% POP-ROCK




WEBRADIO 100% OLDIES




WEBRADIO 100% LOVE SONGS




WEBRADIO 100% DANCE




WEBRADIO 100% BRASIL




WEBRADIO 100% INSPIRATION


PAGAMENTO PONTUAL


KEYWORDS

MAIS LIDAS