REGIÕES

MACEDO DE CAVALEIROS: AUTARQUIA ‘DESAFIA’ E MANTÉM FEIRAS E MERCADOS

A Câmara de Macedo de Cavaleiros, no distrito de Bragança, decidiu autorizar a realização de feiras e mercados, apesar de o concelho constar na lista dos 121 com risco elevado da pandemia Covid-19.

A autarquia divulgou na terça-feira nas redes sociais que “decidiu a continuidade da realização das feiras mensais no concelho, assim como a realização da iniciativa “Mercados dos Produtos da Terra”, e ainda a atividade de venda no mercado municipal. O município justifica que recorreu “ao uso das competências da Resolução do Conselho de Ministros”, que entrega às câmaras municipais a decisão de autorização da realização de feiras e mercados.

Macedo de Cavaleiros é um dos 121 concelhos portugueses que está abrangido, a partir desta quarta-feira e até 19 de novembro, por medidas especiais para contenção da pandemia Covid-19, por ser considerado um concelho de risco elevado.

No despacho que determina a continuidade das feiras e mercados, o município de Macedo de Cavaleiros esclarece que “implementou medidas de segurança, indo ao encontro das orientações definidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS)”. Nesse sentido, autoriza a continuidade da realização das feiras mensais no concelho, a realização da iniciativa “Mercado dos Produtos da Terra” e a atividade de venda no mercado municipal.

De acordo com dados oficiais, no concelho de Macedo de Cavaleiros há 67 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus, mais de metade dos quais num lar de idosos privado, a Casa de Repouso Afonso, com quatro mortes entre os 27 dos 40 utentes infetadas e onde testaram também positivo 10 dos 21 funcionários.

O distrito de Bragança tem perto de 700 casos de infeção pelo novo coronavírus ativos e contabiliza mais de 950 recuperados entre os cerca de 1.700 casos confirmados desde o início da pandemia. Desde março, foram registadas na região cerca de 60 mortes associadas à Covid-19.

VEJA AINDA:

PRESIDENCIAIS: VOTO VAI SER RECOLHIDO EM LARES, MAS IDOSOS TÊM DE SE INSCREVER NA PLATAFORMA DO VOTO ANTECIPADO

Lusa

MOITA FLORES ACUSADO DE CORRUPÇÃO E BRANQUEAMENTO POR OBRA QUANDO FOI AUTARCA EM SANTARÉM

Lusa

COVID-19: PARLAMENTO NA MADEIRA COM NOVAS MEDIDAS DE COMBATE À PANDEMIA

Lusa

COVID-19: SUPERMERCADOS SEM RESTRIÇÕES DE HORÁRIOS E COSTA PEDE QUE NÃO HAJA ‘CORRIDAS’

Lusa

MATOSINHOS: AUTARQUIA INVESTE 150 MIL EUROS NAS MESAS DE VOTO – PRESIDENCIAIS

Lusa

MADEIRA: INÍCIA HOJE RECOLHER OBRIGATÓRIO DEVIDO À PANDEMIA DE COVID-19

Lusa