MARIZA INICIA EM FEVEREIRO DIGRESSÃO MUNDIAL DE 20 ANOS DE CARREIRA

A fadista Mariza inicia em fevereiro, em Espanha, uma digressão mundial para celebrar vinte anos de carreira, ao mesmo tempo que grava um novo álbum, dedicado a Amália Rodrigues, foi hoje anunciado.

A digressão arrancará a 03 de fevereiro em Sevilha e conta, para já, com vinte concertos até ao final do ano, com passagem pela Roménia, Áustria, Alemanha, Suíça, Estados Unidos, Países Baixos e França.

A fadista andará em digressão numa altura em que estará a gravar um novo álbum, entre Lisboa e o Rio de Janeiro, com produção do violoncelista brasileiro Jaques Morelenbaum.

O novo trabalho discográfico será inteiramente preenchido com repertório de e interpretado por Amália Rodrigues, coincidindo com o centenário do nascimento da diva do fado.

Mariza volta a trabalhar com Jaques Morelenbaum, que produziu o álbum triplo-platinado “Transparente” e a acompanhou em vários espetáculos.

Desde o primeiro álbum, “Fado em mim” (2001), no qual cantou “Ó Gente da Minha Terra”, um poema de amália Rodrigues, Mariza tem gravado temas criados pela fadista, como “Maria Lisboa”, “Primavera” e “Oiça lá ó Senhor Vinho”.

O novo álbum, sucessor de “Mariza” (2018), sairá ainda este ano, referiu a promotora da cantora.

Mariza, 46 anos, é uma das mais internacionais e premiadas vozes do fado. Recentemente foi distinguida com o título de ‘Mestre da Música Mediterrânea’, pelo Berklee College of Music, de Boston (EUA).

Mariza recebeu já o Prémio BBC Radio 3, na categoria de Melhor Artista da Europa de World Music, o prémio da crítica alemã, Deutscheschalplatten Kritik (2003), assim como o European Border Breakers Award (2004), o Prémio Amália Internacional (2005) e a Medalha de Vermeil, da Sociedade de Artes Ciências e Letras de França (2008).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.