Connect with us

ECONOMIA & FINANÇAS

MÁXIMOS HISTÓRICOS DE INVESTIMENTO ESTRANGEIRO EM PORTUGAL

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, disse hoje que Portugal apresenta o ‘maior nível de investimento estrangeiro de sempre’ e que desde o início da legislatura foram apoiados nove mil milhões de euros de investimento privado.

Data:

em

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, disse hoje que Portugal apresenta o “maior nível de investimento estrangeiro de sempre” e que desde o início da legislatura “foram apoiados nove mil milhões de euros de investimento privado”.

“Neste momento, no nosso país, temos o maior nível de investimento estrangeiro de sempre. Em toda a nossa História nunca tivemos níveis tão elevados de investimento estrangeiro”, afirmou Pedro Siza Vieira durante a inauguração da quinta fase do parque empresarial de Lanheses, Viana do Castelo, num investimento total de cerca de cinco milhões de euros.

O governante adiantou que, “desde o início da legislatura, já foi possível apoiar nove mil milhões de euros de investimento privado, ao abrigo dos sistemas de incentivos”.

Para o ministro da Economia, o “forte impulso” que o país “conhece, em matéria de investimento empresarial”, é sustentado pelos números.

“Em 2017, tivemos o maior crescimento do investimento empresarial privado desde o início deste século, o movimento de crescimento continuou em 2018 e continuam as instituições nacionais e internacionais a perspetivar uma aceleração do investimento nos próximos anos”, reforçou adiantando que, no terceiro trimestre de 2018, o investimento produtivo, em Portugal, atingiu os mesmos valores que tinha tido em 2008, antes da crise”.

Pedro Siza Vieira explicou aqueles resultados com o “clima de confiança, a estabilidade financeira e política” que o país atravessa e com “a política pública dirigida ao apoio ao investimento empresarial”.

Além do apoio ao investimento privado, referiu que, nos últimos três anos, o Governo “aumentou o nível dos incentivos fiscais ao investimento”.

“No final de 2018, a Comissão Europeia indicou que Portugal era o segundo país, do ponto de vista fiscal, mais amigável para o investimento em que as empresas têm mais apoios para sua capitalização e para o seu investimento. Comparando com todos os países da União Europeia, independentemente da taxa de imposto que nós cobramos, os benefícios fiscais ao investimento e à investigação científica estão de facto a apoiar o investimento e explicam também uma parte deste investimento”, destacou.

LUSA

AS MAIS LIDAS