RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

MERCADO AUTOMÓVEL SOBE 11,5% ATÉ AGOSTO, MAS CAI FACE A 2019

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O mercado automóvel subiu 11,5%, nos primeiros oito meses do ano, com 123.544 veículos automóveis registados em Portugal, mas recuou 34,5% face a 2019, antes da pandemia, segundo dados da ACAP hoje divulgados.

“De janeiro a agosto de 2021, foram colocados em circulação 123.544 novos veículos, o que representou uma diminuição de 34,5% relativamente a 2019, apesar da comparação com 2020 mostrar ainda um aumento de 11,5%”, indicou, em comunicado, a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Só em agosto, foram matriculados em Portugal 10.003 veículos automóveis, menos 37,6% do que em igual mês de 2019 e uma redução de 31,8% em comparação com agosto.

Por categoria, em agosto, foram matriculados 7.971 ligeiros de passageiros novos, o equivalente a menos 35,9% do que em 2019 e a uma queda de 35,8% em comparação com o mesmo mês de 2020.

Entre janeiro e agosto, foram registados 101.739 ligeiros de passageiros, um recuo de 36,2% face ao mesmo período de 2019 e um aumento de 10% em comparação com 2020.

Por sua vez, o mercado de ligeiros de mercadorias cedeu 44,8% em agosto, face a 2019, para 1.817 unidades e 7,3% em comparação com 2020.

Nos primeiros oito meses do ano, este mercado registou 18.748 unidades matriculadas, um decréscimo de 26,3% face ao período homólogo de 2019 e um ganho de 16,4% em comparação com o mesmo período de 2020.

Em agosto, o mercado de veículos pesados, que engloba os de passageiros e de mercadorias, desceu 30% em relação ao mesmo mês de 2019, com 215 veículos comercializados, e 24,6% em comparação com 2020.

Desde o início do ano e até agosto, verificaram-se 3.057 matrículas desta categoria, uma desvalorização de 15,1% em comparação com 2019 e um crescimento de 40,3% face ao mesmo período de 2020.

VEJA AINDA:

PREÇO DA LUZ NO MERCADO REGULADO DEVERÁ SUBIR 0,2% EM 2022

Lusa

COMBUSTÍVEIS: SONAE ADMITE QUE A SUBIDA DE PREÇOS NO RETALHO É ‘INEVITÁVEL’

Lusa

CRISE: PRODUÇÃO AUTOMÓVEL CAI 35,7% EM SETEMBRO DEVIDO À FALTA DE SEMICONDUTORES

Lusa

OE2021: ISV E IMPOSTO DE CIRCULAÇÃO 0,9% MAIS CAROS NO PRÓXIMO ANO

Lusa

OE2022: TAXAS DE IMPOSTO DO TABACO E DE BEBIDAS ALCOÓLICAS SOBEM 1%

Lusa

OE2022: BENEFÍCIO DO IRS JOVEM DEIXA DE TER LIMITE DE RENDIMENTO E ABRANGE RECIBOS VERDES

Lusa