REGIÕES

MURÇA: CENTRO INTERPRETATIVO HOMENAGEIA E PROMOVE O ‘SOLDADO MILHÕES’

Um centro interpretativo que está em construção em Valongo de Milhais vai homenagear e dar a conhecer o soldado Milhões, herói da Primeira Guerra Mundial, e quer atrair visitantes ao concelho de Murça, foi hoje anunciado.

Aníbal Augusto Milhais foi um soldado raso que combateu na Primeira Guerra Mundial e ganhou fama quando se bateu sozinho contra os alemães para ajudar à retirada das forças aliadas, durante a Batalha de La Lys. Na sexta-feira assinalam-se os 103 anos desta batalha que ocorreu na Flandres, Bélgica.

A sua casa na aldeia de Valongo de Milhais, no concelho de Murça, distrito de Vila Real, está, agora, a ser recuperada para ser transformada num centro interpretativo onde se possa conhecer a sua história, a vida da época na localidade e momentos da Grande Guerra. A obra deve estar concluída em outubro.

“Vamos criar um espaço de referência ao que foi Aníbal Augusto Milhais, conhecido por herói Milhões, e que, de facto, é um ícone no nosso concelho por tudo aquilo que representa”, afirmou o presidente da autarquia, Mário Artur Lopes.

A casa foi cedida pela família de Aníbal Augusto Milhais, que há muitos anos reclamava a recuperação da habitação. O soldado morreu há 50 anos.

“Já ao tempo que ela (a casa) devia estar feita”, afirmou o filho António Milhões, de 87 anos.

Também Berta Moreira, com 83 anos e nora do soldado, mostrou-se satisfeita por finalmente ver a obra a acontecer depois de “muitas promessas” e disse que este era também um sonho do seu marido, falecido há 26 anos.

Berta recordou um sogro amigo da família, pouco falador e que às vezes, ao serão, contava as histórias da guerra.

“O meu pai quanto tinha, quanto nos dava, não podia ser melhor (…) Trabalhou muito no campo e nós levamos-lhe comida descalços”, apontou ainda António Milhões.

Por causa do estado de degradação, a casa foi demolida e vai ser reconstruída, preservando os seus traços originais exteriores.

No interior haverá um espaço aberto com imagens e elementos multimédia que levarão os visitantes numa viagem à época em que viveu o soldado raso.

O investimento ronda os 270 mil euros, com financiamento do programa Valorizar.

Mário Artur Lopes referiu que já são muitas as pessoas que vão a Murça para “saber sobre a vida do herói milhões” e tentar perceber quem ele foi.

Agora, pretende-se melhorar as condições de acolhimento e também criar mais um polo de atração turística a este território.

O autarca acrescentou que vai ainda ser criado um trilho pedestre de cerca de seis quilómetros pelos percursos percorridos antigamente entre a localidade e a praceta Herói Milhões, na vila de Murça.

Milhais acabou por ficar conhecido como o soldado Milhões, um epíteto que nasceu com o elogio do seu comandante, Ferreira do Amaral: “Tu és Milhais, mas vales milhões”.

Foi em abril de 1918, durante a Batalha de La Lys, que os seus atos de bravura lhe valeram a mais alta condecoração militar nacional, a Ordem de Torre e Espada.

Após a guerra e a condecoração, o soldado regressou à sua terra natal. Tornou-se agricultor, casou e teve nove filhos, sete dos quais chegaram à idade adulta.

Aníbal Augusto Milhais morreu aos 75 anos em Valongo, a aldeia do concelho de Murça que adotou o nome de Milhais em sua homenagem.

VEJA AINDA:

LISBOA: EMEL VOLTA A COBRAR ESTACIONAMENTO A PARTIR DE HOJE

Lusa

VINHAIS: AUTARAQUIA INVESTE 900 MIL EUROS NO COMBATE À DOENÇA DO CASTANHEIRO

Lusa

PORTO: ALUNOS DA UP COM TESTES COVID-19 GRATUITOS

Lusa

COIMBRA: NOVO SERVIÇO DE TROTINETES PARTILHADAS A PARTIR DE HOJE

Lusa

SANTARÉM: QUATRO DETIDOS EM OPERAÇÃO DE COMBATE AO TRÁFICO DE DROGA

Lusa

CHAVES: SEF DETETA RESULTADOS DE TESTES COVID-19 FALSIFICADOS

Lusa