NA HORA DE MATAR … TEVE UM ATAQUE !

Um homem de 56 anos, residente em Gaia, levou a mulher (de 26 anos) para um hotel em Vigo, Espanha, para a assassinar mas na hora “h” acabou por sofrer um ataque cardíaco, o que não permitiu que levasse o crime avante … é de loucos !!! Vê mais aqui. Partilha com os teus amigos !

NA HORA DE MATAR ... TEVE UM ATAQUE !

NA HORA DE MATAR ... TEVE UM ATAQUE !

Um homem de 56 anos, residente em Gaia, levou a mulher (de 26 anos) para um hotel em Vigo, Espanha, para a assassinar mas na hora “h” acabou por sofrer um ataque cardíaco, o que não permitiu que levasse o crime avante … é de loucos !!!

O caso do milionário português que tentou assassinar a sua companheira continua a dar que falar em Espanha. Agora, a polícia de Vigo suspeita da possibilidade de que o empresário português tenha tentado assassinar a sua esposa, de 26 anos (30 anos mais nova) alegadamente por ciúmes.

Carlos Inácio Pinto, de 56 anos, terá desconfiado de uma relação extraconjugal. Por esse motivo, planeou o seu homicídio, com recurso a uma maceta de pedreiro na cabeça. Só não conseguiu levar a cabo os seus planos por ter tido um ataque cardíaco durante o ataque, o que facilitou a fuga da mulher.

Neste momento, encontra-se detido preventivamente por ter tentado assassinar Eliza, de 26 anos. A jovem acabou por sobreviver aos ferimentos e teve alta hospitalar na passada quarta-feira. Já ele está hospitalizado sob detenção há cinco dias.

O jornal espanhol La Voz de Galicia adianta que o agressor que se encontra internado num hospital de Pontevedra, a recuperar de insuficiência cardíaca, será depois transferido para a prisão de A Lama, onde irá aguardar julgamento.

O empresário de Viseu já interrogado por uma juíza negou todas as acusações, mas a juíza não ficou convencida e decretou a sua prisão preventiva. Carlos Inácio Pinto pode enfrentar uma pena de nove anos de prisão.

A conclusão da juíza foi também de que as agressões não ocorreram após uma discussão matrimonial, mas sim por estar tudo planeado.

A vítima disse ter sido atacada enquanto metia creme hidratante após o banho. Versão essa que foi confirmada pela polícia que encontrou sangue perto da banheira e no quarto. A polícia está a investigar se Eliza tinha ou não um amante.

O casal estava junto há quase sete anos.

Eliza começou a trabalhar na moda, como manequim, em 2015 e chegou a participar em campanhas publicitárias, mas depois de se casar abandonou a sua carreira.

Há um ano a viver em São Féliz da Marinha, em Gaia, o casal parecia ter o casamento “idílico”, como descreveu a vítima à juíza. Eliza terá sido atraída para Vigo com o pretexto de que o seu marido tinha uma reunião naquela cidade, mas que daria para os dois estarem juntos. Esta vontade de Carlos em querer levar Eliza para outro local, vem a adensar a possibilidade de que estaria tudo planeado, uma vez que não tinha agendada nenhuma reunião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.