RÁDIO REGIONAL
INTERNACIONAL

O PREOCUPANTE MERCADO DA DROGA NA “DARK NET”

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Milhões de pessoas compram droga anonimamente ‘online’, escondidas na “Internet Negra” que as autoridades encaram como uma ameaça crescente à saúde e à segurança, segundo um relatório hoje apresentado em Lisboa.

Num relatório elaborado pelo Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (EMCDDA, na sigla em inglês), sedeado em Lisboa, e pela Europol, conclui-se que o mercado de drogas na “Darknet” é volátil, com vendedores e compradores a mudarem rapidamente de plataforma quando são descobertos e requer conhecimentos tecnológicos que faltam às autoridades.

O diretor do Observatório, Alexis Goosdeel, salientou que “com alguns cliques, pode comprar-se qualquer tipo de droga na ‘Darknet’, sejam sintéticas, ‘cannabis’, cocaína, heroína ou uma série de novas substâncias psicoativas”.

O comissário europeu para os Assuntos Internos, Dimitris Avramopoulos, defendeu que a polícia precisa de “estar um passo à frente” dos criminosos em vez de “jogar à apanhada”, indicando que a política tem que ser trabalho em conjunto entre autoridades policiais, administrações centrais e organismos comunitários.

“O nosso objetivo é evitar que grandes lucros provenientes da venda de drogas acabem nos bolsos de grupos de crime organizado na Europa e fora dela, mas acima de tudo proteger a saúde dos nossos cidadãos, em particular a dos nossos jovens”, declarou.

Uma das conclusões do relatório é que faltam peritos capazes e investimento, notando-se que dentro da União Europeia se verifica que “a muitas autoridades faltam peritos que tenham ao mesmo tempo conhecimentos tecnológicos para investigar o cibercrime e combater o tráfico de estupefacientes”.

Os mercados da ‘Darknet’ são comparáveis a outros serviços de transações, como o eBay ou a Amazon, mas os seus utilizadores conseguem manter o anonimato usando programas como o Tor, um dos mais conhecidos, que filtra os dados de cada utilizador e passa-os por milhares de servidores diferentes, impossibilitando a sua localização.

Os “sites” em que se movimentam são invisíveis aos motores de busca convencionais e é frequente mudarem de endereço.

Criado pela Marinha norte-americana, o Tor é legal e foi criado para possibilitar o acesso à Internet sob anonimato em regimes repressivos.

Estima-se que atualmente, cerca de dois milhões de pessoas usem o Tor, que proporciona acesso a cerca de 5.000 serviços anónimos, mais de metade dos quais usados para fins ilícitos.

Motores de busca como o Grams permitem a um utilizador pesquisar pelos termos que lhe interessam e ser levado às ofertas dos vendedores disponíveis.

Com nomes como Silk Road 3.0, Dream Market ou Valhalla, o Observatório e a Europol afirmam que há 14 mercados atualmente a funcionar, com volumes de venda de drogas “atualmente modestos, mas com significado e com potencial para crescer”.

Entre 2011 e 2016, as maiores fatias da venda de drogas pela ‘Darknet’ efetuada dentro da União Europeia provieram da Alemanha (26,6 milhões de euros), o Reino Unido, (20.3 milhões) e Holanda (17,9 milhões).

Na ‘Darknet’, o modelo de negócio predominante é a venda a retalho, em quantidades pequenas, sobretudo de cocaína e ‘cannabis’, mas em quantidades maiores no que toca a ‘ecstasy’ e opióides.

Analisando milhares de transações, verifica-se que um grama de cocaína custa em média 84 euros e cinco gramas de ‘cannabis’ custam cerca de 60 euros.

Na avaliação da Europol e do Observatório, a ‘Darknet’ “afirmou-se como uma plataforma-chave para oferecer todo o tipo de bens e serviços”.

“Difícil de policiar e de fácil acesso”, serve para distribuir principalmente drogas, que compõem dois terços da atividade total, mas também armas de fogo, bens contrafeitos e documentos fraudulentos, a um ritmo “florescente e altamente dinâmico”.

O anonimato torna difícil às autoridades avaliar exatamente até que ponto o crime organizado está presente ou controla estes mercados.

VEJA AINDA:

ÉVORA: HOMEM QUE MATOU AGENTE DA PSP CONDENADO A 15 ANOS DE PRISÃO

Lusa

BRAGA: AGENTE DA PSP BALEADO FORA DE SERVIÇO EM ZONA DE BARES

Lusa

ONU ALERTA QUE 274 MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO VÃO PRECISAR DE AJUDA HUMANITÁRIA EM 2022

Lusa

COVID-19: VOOS DE E PARA MOÇAMBIQUE CONTINUAM SUSPENSOS ATÉ 09 DE JANEIRO – GOVERNO

Lusa

BRAGANÇA: UM ‘NOVO’ PERITO FORENSE CONTRADIZ ACUSAÇÃO NO CASO GIOVANI

Lusa

AVEIRO: SUSPEITO CONFESSA ASSALTOS, MAS NEGA SEQUESTRO DE CRIANÇAS

Lusa

Moschee Teppich

Moschee teppiche werden nicht kurzfristig gewechselt, d.h. das ein Moschee teppich sehr hohe Anforderungen erfüllen muβ. Speziell entworfene Moschee Teppiche zeichnen sich durch Design und Farben aus. Mit der Weiterentwicklung der Technologie werden heute Tausende von Farben und Modellen in Teppichen hergestellt, die mit Moscheen kompatibel sind.

100% Reine Schurwollteppich kaufen: Schurwollteppiche sind Schwerentflammbar, Robust, Strapazierfahig, Antibakteriel und Schmuzabweisend.

Canlı Maç Sonuçları Run 3 Play Snake Friv Atari Breakout cookie clicker unblocked games Düğün Paketleri uygunsigara.com/ Umzug Basel
saç ekimi hair transplant
Umzug Basel
seslendirme santral anons santral seslendirme
salt likit