PORTO RECEBE EVENTO SOBRE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO E INDÚSTRIAS DE PRODUTO

Sistemas de Produção e processos produtivos mais verdes e eficientes; produtos inovadores e de alto valor acrescentado; e digitalização e TIC aplicadas aos Sistemas de Produção serão os temas em debate em mais uma iniciativa integrada no “Ciclo de Eventos – Dinâmicas para a Inovação”. Dedicada ao tema “Tecnologias de produção e indústrias de produto”, a sessão terá lugar no dia 21 de janeiro, no INEGI – Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial, no Porto.

A iniciativa é composta por dois momentos distintos. Da parte da manhã, durante um Workshop temático, irá realizar-se uma mesa redonda seguida de dinâmicas de grupo e que será finalizada com um momento para debate e conclusões. Da parte da tarde terá lugar um Focus Group Meeting que incluirá um pitch com a apresentação de tendências e de tecnologias disruptivas.

Entre 2014 e 2017 as empresas nacionais investiram 702,9 M€ em projetos enquadrados na área temática “Tecnologias de Produção e Indústrias de Produto”, que se integra no eixo “Indústrias e Tecnologias de Produção”, um dos cinco identificados pela Estratégia Nacional de Investigação e Inovação para uma Especialização Inteligente (2014-2020).

Este será o sexto de um conjunto de eventos que integram o “Ciclo de Eventos – Dinâmicas para a Inovação”, promovido no âmbito do projeto Iniciativa de Transferência de Conhecimento, cofinanciada pelo COMPETE 2020 através do Portugal 2020 e do FEDER. Nos próximos meses, a ANI vai promover um conjunto de iniciativas sobre a Valorização do Conhecimento, subordinado a áreas e a setores estratégicos da economia nacional considerados prioritários no âmbito da especialização inteligente.

Setor é um dos mais inovadores em Portugal: crescimento anual de 12,4% na despesa em I&D

De acordo com o relatório “Despesa Nacional em I&D por área temática da ENEI (2014-2017)”, produzido pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, com base no Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional, entre 2014 e 2017, a área temática de Tecnologias de produção e indústrias registou um crescimento anual de 12,4% em I&D. A maior subida na despesa em I&D foi em 2016, ano em que as empresas investiram mais 14,4% nesta área, face ao ano anterior. Em 2017, foi o 3º setor de 15 que mais investiu em I&D, só ultrapassado pelos de TIC e Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.