RÁDIO REGIONAL
ARTE & CULTURA

PORTO: ‘SERRALVES EM FESTA’ COM ACTIVIDADES GRATUITAS ATÉ DOMINGO

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O Serralves em Festa volta hoje ao Porto para a 16.ª edição, até domingo, com centenas de iniciativas como concertos, espetáculos de dança e exposições.

A programação inclui nomes como a portuguesa Nídia, os noruegueses Elephant9, o projeto norte-americano Christeene Vale, entre outros artistas da área musical como Ex-Easter Island Head, Seijiro Murayama e Cristián Alvear, para além da somali Dur Dur Band e dos também portugueses Black Bombaim e HHY & The Macumbas.

Nas artes performativas, surge o nome de Joan Jonas entre os destaques, com “Mirror Piece II”, peça interpretada pela primeira vez em 1970, nunca gravada em vídeo, e que estabeleceu Jonas como “uma figura pioneira na performance”, como escreveu a Tate acerca desta mesma reconstrução, que passou por Londres em março de 2018.

Adicionalmente, o Serralves em Festa vai ainda contar com o artista brasileiro Gustavo Ciríaco, que vai apresentar “Cortado por todos os lados, aberto por todos os cantos”, com a trapezista francesa Chloé Moglia e com o bailarino e coreógrafo Volmir Cordeiro, entre outros.

O Serralves em Festa tem previsto também uma série de oficinas e visitas organizadas pelo serviço educativo da fundação.

“O Serralves em Festa propõe celebrar Serralves como um espaço inclusivo da arte contemporânea e da cultura, incorporando ainda o pensamento e práticas ligadas à reflexão sobre o meio ambiente e a paisagem”, pode ler-se na descrição do evento, que diz propor “a programação de projetos performativos apresentados em espaços não convencionais ou em diálogo com determinados locais da Fundação de Serralves, nomeadamente o Foyers do Museu e do Auditório, a Casa e o Parque de Serralves”.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

LUSA

VEJA AINDA:

VISEU: ALUNOS DE 13 TURMAS EM ISOLAMENTO DEVIDO AO COVID-19

Lusa

LAMEGO: POLÍCIA JUDICIÁRIA DETEVE SUSPEITO DE ABUSO SEXUAL DE CRIANÇA

Lusa

TRABALHADORES DA CULTURA SEM TRABALHO PASSAM A TER DIREITO A UM ‘SUBSÍDIO’ ENTRE 438 E 1097 EUROS

Lusa

PAULITEIROS DE MIRANDA QUEREM REFORÇAR CANDIDATURA A PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE NO DUBAI

Lusa

COIMBRA: QUEIMA DAS FITAS ARRANCA COM ‘ALGUMAS LIMITAÇÕES’

Lusa

MATOSINHOS: A PRIMEIRA CIDADE DO MUNDO QUE VAI TROCAR EMISSÕES DE CARBONO POR BENS OU SERVIÇOS

Lusa