RIBEIRA DE PENA: DESCOBERTA PINTURA COM 500 ANOS

As obras de restauro da capela de São Pedro, em Ribeira de Pena, revelaram uma pintura mural renascentista que representa uma “importante descoberta” para a história da arte da região. Vê mais aqui. Partilha com os teus amigos !

As obras de restauro da capela de São Pedro, em Ribeira de Pena, revelaram uma pintura mural renascentista que representa uma “importante descoberta” para a história da arte da região.

Emanuel Guimarães, técnico responsável pela área de história e património na Câmara de Ribeira de Pena, no distrito de Vila Real, disse à agência Lusa que a capela de São Pedro, no Bucheiro, estava muito degradada e, por isso, está a ser recuperada.

Durante a obra, foi retirado o altar em talha dourada, datado do século XVIII, o que permitiu pôr a descoberto a pintura mural da data da construção da capela, em 1521.

O responsável explicou que se trata de uma pintura alusiva a São Pedro, da época renascentista, e que não há registo de outras pinturas com características idênticas no concelho.

“Esta pintura, descoberta durante as recentes obras de restauro, apresenta uma representação em tríptico de São Pedro apóstolo e santo que aparece na imagem central, com auréola e ostentando os atributos de santo: duas chaves na mão esquerda e o livro aberto na mão direita”, especificou o responsável.

O técnico acrescentou que “esta figura central é ladeada por duas imagens laterais mais pequenas representando duas figuras humanas voltadas para o santo”.

No entanto, referiu que, por “se encontrarem bastante degradadas, não se percebe o que representam”.

“A pintura apresenta ainda uma faixa inferior em carateres góticos identificando o promotor da capela e a época de construção. As técnicas de representação deste fresco remetem-nos para o Renascimento”, frisou.

Emanuel Guimarães afirmou que, agora, a pintura vai ficar visível e adiantou que se vai tentar fazer o seu restauro, ou seja, consolidar o que ainda subsiste.

Como este tipo de intervenções são caras e têm de ser feitas por empresas especializadas, o responsável referiu que se vão estudar formas de financiamento, que podem passar pelo mecenato ou por enquadrar o projeto numa candidatura a fundos comunitários.

A capela é uma edificação religiosa cuja origem está ligada ao vínculo da Casa do Bucheiro, edificada a cerca de 200 metros de distância.

Este edifício foi construído adossado à igreja matriz de Ribeira de Pena, de fundação medieval, sendo concluída a 22 de janeiro de 1521. A atestar esta construção está, segundo Emanuel Guimarães, a inscrição que possui ainda hoje no fresco escondido pelo retábulo do altar.

No século XVIII, a igreja matriz foi desmantelada de modo a proceder-se ao aproveitamento da pedra para construção da nova igreja no lugar do Rosário. Devido ao seu vínculo senhorial, a capela foi preservada sofrendo apenas alterações na fachada sul, que lhe conferiram o aspeto atual, desenquadrado da restante edificação.

As obras que decorrem têm como objetivo travar o avançado estado de degradação deste edifício que é considerado de “elevado interesse arquitetónico”.

A intervenção na capela de São Pedro está a ser feita pela paróquia de Ribeira de Pena, com o apoio do município e a junta de Salvador e Santo Aleixo de Além Tâmega.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.