Ligue-se a nós

DESPORTO

RONALDO: SIMPLY THE BEST

O futebolista português Cristiano Ronaldo acaba de conquistar, pela quinta vez na sua carreira, o prémio de melhor futebolista do ano da FIFA, agora designado ‘The Best’, igualando o ‘penta’ do argentino Lionel Messi.

Online há

em

blank

O futebolista português Cristiano Ronaldo acaba de conquistar, pela quinta vez na sua carreira, o prémio de melhor futebolista do ano da FIFA, agora designado ‘The Best’, igualando o ‘penta’ do argentino Lionel Messi.

Depois dos triunfos em 2008, 2013, 2015 e 2016, o ‘capitão’ da seleção lusa foi o vencedor do prémio correspondente a parte da temporada 2016/17, já que conta o período compreendido entre 20 de novembro de 2016 e 02 de julho de 2017.

Nestes mais de sete meses, Cristiano Ronaldo ajudou o Real Madrid a vencer o Mundial de clubes, com ‘hat-trick’ no jogo decisivo, a Liga dos Campeões, com um ‘bis’ na final com a Juventus (4-1) e um total de 11 tentos na prova, e a Liga espanhola.

O ‘7’ dos ‘merengues’ teve o seu melhor período precisamente na parte final da época, em que conseguiu 16 golos nos últimos 10 jogos pelo Real Madrid, incluindo cinco face ao Bayern Munique e três perante o Atlético de Madrid, na ‘Champions’.

Em termos numéricos, o português, que pela seleção se ficou pelo terceiro lugar da Taça das Confederações, marcou 39 golos, em 40 jogos, precisamente o mesmo registo de Lionel Messi.

Ronaldo concorria ao prémio de Melhor do Mundo com o argentino Lionel Messi, do FC Barcelona e o brasileiro Neymar, que, no último defeso, trocou os catalães pelo Paris Saint-Germain, pela módica quantia de 222 milhões de euros, um recorde mundial.

FINAL DE ÉPOCA BRILHANTE AJUDOU CR7:

Um final de época em ‘grande’ no Real Madrid, com 16 golos nos últimos 10 jogos, decisivos para as vitórias na ‘Champions’ e Liga espanhola, valeram ao futebolista português Cristiano Ronaldo o prémio ‘The Best’ da FIFA.

Depois dos triunfos em 2008, 2013, 2015 e 2016, o ‘capitão’ da seleção lusa soma o terceiro triunfo consecutivo e iguala as cinco conquistas FIFA do argentino Lionel Messi, que, sem títulos coletivos de ‘peso’, voltou a ser segundo.

Entre 20 de novembro de 2016 e 02 de julho de 2017, período a votação – que fechou 07 de setembro, tornando o prémio num galardão para 2016/17 -, Ronaldo sagrou-se campeão do Mundo, da Europa e de Espanha pelos ‘merengues’.

Os títulos pesaram, certamente, tudo, ou quase tudo, na altura em que treinadores, jogadores, jornalistas e público foram chamados a voltar e se ‘inclinaram’ para o ‘7’ do Real Madrid, que no período a votação marcou 39 golos, em 40 jogos, o mesmo registo do argentino do ‘Barça’.

Os golos do futebolista luso valeram, porém, vários títulos, nomeadamente o principal, a Liga dos Campeões, prova que Ronaldo terminou com 12 golos, marca suficiente para se sagrar, pela quinta vez consecutiva, o melhor marcador.

A ‘saga’ de Ronaldo teve início a 12 de abril, com um ‘bis’ em Munique, que selou o triunfo por 2-1 sobre o Bayern, na primeira mão dos quartos de final.

Seis dia depois, o português fez ainda melhor, ao lograr um ‘hat-trick’ no Bernabéu, onde os ‘merengues’ só se superiorizaram aos bávaros no prolongamento. Dois dos tentos foram apontados em fora de jogo, mas a UEFA ainda não adotou o VAR.

No jogo seguinte, Ronaldo foi claramente batido por Messi, em plena capital, onde o argentino ‘bisou’ e marcou, na última jogada, golo da vitória do FC Barcelona (3-2), relançando, então, o campeonato espanhol, mas o português não se foi abaixo.

Depois de marcar um golo na receção ao Valência, decidiu praticamente as meias-finais da ‘Champions’ no embate inicial, com um ‘hat-trick’ na receção ao Atlético de Madrid (3-0). O 1-2 fora já não desviou os ‘merengues’ de Cardiff.

Até à final da ‘Champions’, Ronaldo ‘bisou’ nas vitórias sobre Sevilha (4-1 em casa) e Celta de Vigo (4-1 fora) e marcou o golo inaugural em Málaga (2-0), contribuindo decisivamente para o título espanhol dos ‘merengues’, e o seu segundo, em oito épocas.

No País de Gales, o ‘7’ voltou a ser a principal figura dos madrilenos, ao ‘bisar’ face à Juventus. Inaugurou o marcador, aos 20 minutos, e, aos 64, apontou o 3-1, depois de Mandzukic igualar e Casemiro recolocar o Real Madrid na frente. Asensio sentenciou.

Em 10 jogos, Cristiano Ronaldo totalizou, assim, 16 golos, sendo que, pela seleção, até ao final da época, ainda marcou mais quarto – em cinco encontros -, dois na Taça das Confederações, prova em que Portugal caiu nas meias-finais, face ao Chile, no desempate por penáltis (0-3, após 0-0 nos 120 minutos).

Para as contas do ‘The Best’ 2016/17 entra igualmente o Mundial de clubes de 2016, que também teve no português a grande figura, com um ‘hat-trick’ na final, face aos japoneses do Kashima Antlers (4-2 após prolongamento), que quase embaraçaram os ‘merengues’.

DESPORTO

MUNDIAL 2022: INGLATERRA E ESTADOS UNIDOS SEGUEM PARA OS ‘OITAVOS’

A Inglaterra, ao bater o País de Gales por 3-0, e os Estados Unidos, com um triunfo por 1-0 sobre o Irão, de Carlos Queiroz, qualificaram-se hoje para os oitavos de final do Mundial de futebol de 2022.

Online há

em

blank

A Inglaterra, ao bater o País de Gales por 3-0, e os Estados Unidos, com um triunfo por 1-0 sobre o Irão, de Carlos Queiroz, qualificaram-se hoje para os oitavos de final do Mundial de futebol de 2022.

Na terceira jornada do Grupo B, as quatro seleções partiram com hipóteses, com os ingleses a conseguirem o primeiro lugar, ao vencerem os vizinhos galeses com tentos de Marcus Rashford, aos 50 e 68 minutos, e Phil Foden, aos 51.

O segundo lugar, também premiado, foi para os norte-americanos, que ‘vingaram’ o desaire (1-2) de 1998 com um tento de Christian Pulisic, aos 38 minutos. Saiu lesionado do lance e acabou substituído ao intervalo.

Nos ‘oitavos’, a Inglaterra vai defrontar o Senegal, no domingo, enquanto os Estados Unidos vão medir forças com os Países Baixos, no sábado. Também já garantiram o apuramento França, Brasil e Portugal.

LER MAIS

DESPORTO

SPORTING RENOVA COM TREINADOR RÚBEN AMORIM ATÉ 2026

O Sporting renovou o contrato do treinador Rúben Amorim, que levou o clube ao título nacional de futebol na época 2020/21, até 2026, anunciou hoje o emblema ‘verde e branco’ em comunicado enviado à CMVM.

Online há

em

blank

O Sporting renovou o contrato do treinador Rúben Amorim, que levou o clube ao título nacional de futebol na época 2020/21, até 2026, anunciou hoje o emblema ‘verde e branco’ em comunicado enviado à CMVM.

Numa nota enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD ‘leonina’, liderada por Frederico Varandas, dá nota da renovação do vínculo “por mais duas épocas desportivas, ou seja, até 30 de junho de 2026”.

Amorim, de 37 anos, conquistou a I Liga em 2021, quebrando o ‘jejum’ de 19 anos dos ‘leões’, somando-lhe uma Supertaça Cândido de Oliveira e duas Taças da Liga, assinando agora novo contrato que prolonga a ligação entre as duas partes.

Este ano, o emblema lisboeta é quarto classificado no campeonato, foi eliminado da Taça de Portugal, prepara-se para arrancar a participação na Taça da Liga e ‘caiu’ para a Liga Europa, após a fase de grupos da Liga dos Campeões.

LER MAIS

DESPORTO

MUNDIAL 2022: TECNOLOGIA CONFIRMA QUE RONALDO NÃO TOCOU NA BOLA

A tecnologia instalada nas bolas de futebol do Mundial2022 do Qatar revela que Cristiano Ronaldo não teve qualquer contacto com o esférico no primeiro golo de Portugal no triunfo por 2-0 sobre o Uruguai.

Online há

em

blank

A tecnologia instalada nas bolas de futebol do Mundial2022 do Qatar revela que Cristiano Ronaldo não teve qualquer contacto com o esférico no primeiro golo de Portugal no triunfo por 2-0 sobre o Uruguai.

“Usando a Connected Ball Technology alojada na bola da Adidas, conseguimos definitivamente provar que não houve qualquer contacto de Cristiano Ronaldo com a bola no primeiro golo do jogo entre Portugal e o Uruguai”, esclareceu a FIFA, ao canal ESPN, em nome da Adidas.

O primeiro tento da partida do Grupo H surgiu aos 54 minutos, num cruzamento de Bruno Fernandes que o capitão luso tentou desviar, contudo, sem sucesso, ainda assim enganando o guarda-redes, que não se fez ao lance.

“O sensor IMU de 500 Hz dentro da bola permite-nos ser altamente precisos na nossa análise”, reforça a Adidas, segura de que “nenhuma força externa” foi detetada na bola.

Inicialmente, a FIFA indicou o golo como sendo de Cristiano Ronaldo, porém, rapidamente corrigiu essa indicação, atribuindo-o a Bruno Fernandes, que também marcou o segundo, aos 90+3, na conversão de uma grande penalidade.

Cristiano Ronaldo celebrou o golo como sendo o seu autor e no fim da partida fez gestos indicando de que teria desviado a bola, enquanto Bruno Fernandes e o selecionador Fernando Santos relevaram a situação, não estando totalmente seguros e privilegiando o resultado positivo que coloca Portugal na liderança isolada do grupo.

“Celebrei como se fosse golo do Cristiano. Pareceu-me que ele tinha tocado na bola. O meu objetivo era cruzar a bola para ele. Estamos felizes com a vitória independentemente de quem marcou. O mais importante é que alcançamos o nosso objetivo, que é estar na próxima fase”, disse Bruno Fernandes, no fim.

A tecnologia instalada na bola permite fornecer dados em tempo real aos árbitros e VAR, ajudando assim a melhorar a qualidade e velocidade das tomadas de decisão.

Na sexta-feira, frente à Coreia do Sul orientada pelo português Paulo Bento, antigo selecionador luso, Cristiano Ronaldo, que disputa o seu quinto mundial, vai ter uma nova oportunidade de marcar, sendo que, se o fizer, igualará Eusébio, que apenas competiu em Inglaterra1966, como o maior goleador português na história dos mundiais, com nove golos.

blank

LER MAIS

DESPORTO

MUNDIAL 2022: PORTUGAL JUNTA-SE AO BRASIL E FRANÇA NOS OITAVOS

Portugal tornou-se hoje a terceira seleção a garantir um lugar nos oitavos de final do Mundial do Qatar, ao vencer o Uruguai por 2-0, em encontro da segunda jornada do Grupo H, disputado em Lusail.

Online há

em

blank

Portugal tornou-se hoje a terceira seleção a garantir um lugar nos oitavos de final do Mundial do Qatar, ao vencer o Uruguai por 2-0, em encontro da segunda jornada do Grupo H, disputado em Lusail.

Depois de duas assistências no primeiro jogo (3-2 ao Gana), Bruno Fernandes marcou os golos que, aos 54 minutos e, de penálti, aos 90+3, selaram o triunfo da formação das ‘quinas’, que se juntou nos ‘oitavos’ a França e Brasil.

Na classificação do Grupo H, Portugal soma agora seis pontos, ficando a um de garantir a vitória no agrupamento, contra três do Gana e um de Uruguai e Coreia do Sul, que perdeu hoje por 3-2 com os africanos e defronta a seleção lusa na sexta-feira.

O jogo frente ao Uruguai ficou ainda marcado com uma invasão de campo de um ativista com mensagens de apoio à Ucrânia e às mulheres no Irão com uma bandeira do “Arco-íris” da inclusão.

blank

blank

LER MAIS

JORNAL ONLINE

blank

DESPORTO DIRETO

MUSICBOX

EMISSÃO NACIONAL





EMISSÃO REGIONAL










WEBRÁDIOS TEMÁTICAS MUSICAIS










LINHA CANCRO

PAGAMENTO PONTUAL

KEYWORDS

MAIS LIDAS