SINDICATO DOS REGISTOS MARCA GREVES PARA JULHO, AGOSTO E SETEMBRO

O Sindicato Nacional dos Registos (SNR) marcou vários dias de greve para julho, agosto e setembro, em defesa de reivindicações ligadas ao sistema remuneratório, progressão e promoções na carreira e abertura de novos concursos internos e externos, entre outras.

O Sindicato Nacional dos Registos (SNR) marcou vários dias de greve para julho, agosto e setembro, em defesa de reivindicações ligadas ao sistema remuneratório, progressão e promoções na carreira e abertura de novos concursos internos e externos, entre outras.

Considerando que o Governo se encontra em “total incumprimento relativamente a prazos legais e compromissos assumidos perante grupos parlamentares e com esta estrutura sindical” em matérias como estatuto remuneratório e reforma dos serviços, o SNR agendou greves, no período entre as 00:00 e as 24:00 dos dias 29 de julho, 05, 16 e 26 de agosto e 02,09,16 e 30 de setembro próximos.

Como proposta de serviços mínimos durante o período de greve, o SNR propõe a realização de casamentos civis urgentes, em situação de iminência de parto ou em caso de morte iminente, bem como realização de casamentos civis agendados antes do aviso de greve e a realização de testamentos em iminência de morte.

O SNR diz lutar por “justas reivindicações” como o cumprimento dos prazos de revisão do sistema remuneratório, pela reconhecida promoção/compensação imediata de todos os escriturários a escriturários superiores, pela resolução imediata dos vencimentos mal processados desde 2002 e pela devida e não efetuada atualização indiciária desde 2000, entre outros pontos. O fim das assimetrias salariais, a melhoria das condições de trabalho, o fim da mobilidade discricionária e a criação de um regime mais favorável às aposentações e pré-aposentações são outras das reivindicações do sindicato.

LUSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.