Connect with us

INTERNACIONAL

SISMO EM ITÁLIA JÁ CONTA 40 MORTOS

Pelo menos 38 pessoas morreram na sequência do sismo de magnitude 6,0 na escala de Richter que sacudiu, esta quarta-feira de madrugada, o centro de Itália. Vê mais aqui. Partilha com os teus amigos !

RÁDIO REGIONAL

Data:

em

SISMO DE ITÁLIA JÁ CONTA 40 MORTOS

Pelo menos 38 pessoas morreram na sequência do sismo de magnitude 6,0 na escala de Richter que sacudiu, esta quarta-feira de madrugada, o centro de Itália. O terramoto, que ocorreu às 03.36 horas (02.36 horas em Portugal continental), a sudeste de Norcia, cidade da província de Perugia, na região da Umbria, teve magnitude de 6,0 e epicentro a quatro quilómetros de profundidade, de acordo com o Instituto Nacional de Geofísica italiano. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que monitoriza a actividade sísmica mundial, registou o abalo com 6,2 de magnitude e epicentro a dez quilómetros de profundidade.

A terra tremeu durante 142 segundos. Após este abalo principal, ocorreram diversas réplicas de 5,5 e 4,6 e 4,3, perto de Amatrice e de Norcia, e a principal, de 6, sentiu-se em Roma, a aproximadamente 150 quilómetros de distância.

Segundo o último balanço, ainda provisório, divulgado pela Protecção Civil e citado pela imprensa italiana, há 38 mortos confirmados e dezenas de desaparecidos. O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, disse que até ao momento não há registo de vítimas portuguesas.

Um sismo de magnitude 6,2 na escala de Richter foi registado na província de Perugia, no centro de Itália, esta quarta-feira de madrugada, e foi seguido de fortes réplicas, uma das quais sentiu-se em Roma, a 150 quilómetros de distância

Nas redes sociais foram divulgadas imagens que mostram o elevado grau de destruição de muitos edifícios.

Em três horas registaram-se 39 réplicas entre Perugia, Rieti, Norcia (Perugia) e Castelsantangelo sul Nera (Macerata). O sismo também foi sentido em Bolonha, Roma e Nápoles, onde, no entanto, não houve danos.

Dez vítimas mortais foram registadas em Arquata e 28 entre Accumoli e Amatrice.

As primeiras mortes confirmadas foram um casal de idosos, cuja casa, em Pescara del Tronto, no município de Arquata, colapsou, de acordo com os meios de comunicação social italianos, incluindo a emissora pública Rai, que citou os “carabinieri”.

A terceira vítima mortal foi registada em Accumoli, na região de Lácio, perto do epicentro do sismo, de acordo com a agência noticiosa AGI.

O autarca de Accumoli, Stefano Petrucci, afirmou à televisão pública italiana que, além do corpo encontrado naquela localidade, havia uma família de quatro membros, incluindo duas crianças, que se encontrava debaixo dos escombros de um edifício que ruiu. “É um desastre. Não temos luz nem telefones e os serviços de resgate ainda não chegaram aqui”, afirmou Stefano Petrucci.

Metade da cidade desapareceu.

O presidente da câmara de Amatrice, Sergio Pirozzi, que relatou anteriormente que “metade da cidade desapareceu”, também falou das dificuldades, sublinhando que “a prioridade é desimpedir as ruas” de modo a permitir a chegada de ajuda.

Em Amatrice, a estrada principal está destruída e os acessos à localidade ficaram inacessíveis. As buscas começaram a ser feitas à mão, tirando pedra a pedra para tentar alcançar quem ficou preso nos escombros. Nos edifícios que não ruíram por completo, os moradores foram resgatados pelas janelas.

As localidades mais afectadas pelo abalo foram o município de Norcia, na província de Perugia, e os de Amatrice e Accumoli, na província de Rieti.

Os três municípios são localidades com poucos habitantes: Accumoli tem aproximadamente 700, enquanto Amatrice cerca de 2000 e Norcia na ordem dos 4000.

O terramoto ocorreu muito perto de Aquila, onde um sismo de magnitude 6,3 causou, em 2009, mais de 300 mortos e devastou a região de Abruzos.

SISMO DE ITÁLIA JÁ CONTA 40 MORTOS








LINHA CANCRO
MUSIC BOX
WEB-SUMMIT

AS MAIS LIDAS