TAARABT SÓ PENSA EM VENCER SHAKHTAR, APESAR DOS ÚLTIMOS DESAIRES

O médio do Benfica Adel Taarabt assegurou hoje que os ‘encarnados’ só pensam em vencer o Shakhtar Donetsk, na Liga Europa de futebol, apesar dos resultados negativos que têm registado nas competições nacionais.

“Vamos entrar com a intenção de ganhar o jogo. Respeitamos o Shakhtar, tem uma boa equipa e esteve na fase de grupos da Liga dos Campeões, como nós. Mas vamos tentar ganhar, como fazemos em todos os jogos”, afirmou o internacional marroquino, em conferência de imprensa.

Taarabt, que acompanhou o treinador Bruno Lage na antevisão da partida de quinta-feira, da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa, admitiu que os dois últimos resultados do Benfica “não foram bons” (derrotas com FC Porto e Sporting de Braga), mas considerou que a equipa tem “jogado bem”.

“No último jogo [com o Sporting de Braga], tivemos oportunidades e poderíamos ter ganhado por dois ou três golos. Quando não acontece, é fácil começar a pensar dessa forma. No futebol, há momentos assim. No Benfica só pensamos em ganhar e, quando há resultados menos bons, todos questionam a equipa. Trabalhamos bem, jogamos bom futebol e amanhã [quinta-feira] vamos procurar alcançar um bom resultado”, disse.

Depois de várias épocas sem se conseguir impor nas equipas que representou, o marroquino tem sido um dos jogadores mais utilizados por Bruno Lage, no Benfica: “Não gosto de falar do passado. Estou a viver o momento e todos os minutos em que estou em campo. Não tenho arrependimentos.”

Apesar das ausências do alemão Weigl, castigado, e de Gabriel, lesionado, o médio mostrou confiança nos jogadores que vão ser lançados por Bruno Lage, inclusive naquele que for escolhido para o acompanhar na dupla de meio-campo.

“Têm de perguntar ao treinador. Estou sempre pronto para ajudar a equipa e dou sempre o melhor quando o treinador me chamar. Temos jogadores de qualidade. Não tenho qualquer problema em jogar com qualquer jogador”, referiu.

Benfica e Shakhtar Donetsk jogam na quinta-feira, a partir das 17:55 (hora de Lisboa), em Kharkiv, num encontro que será dirigido pelo escocês Bobby Madden.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.