REGIÕES

EM TRÁS OS MONTES HÁ MAIS CONSULTAS E CIRURGIAS

O Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) anunciou hoje que aumentou a sua atividade assistencial, durante o primeiro semestre de 2017, para as 7.455 cirurgias e as 157.077 consultas. O CHTMAD apresentou um “balanço positivo” da sua atividade assistencial comparativamente com o período homólogo do ano passado.

Segundo os dados revelados, nos primeiros seis meses de 2017 foram realizadas 157.077 consultas, mais 1,3% do que em 2016, com um aumento de 3,5% nas primeiras consultas e 0,5% das subsequentes.

Neste período, o centro hospitalar realizou ainda 7.455 cirurgias programadas, o que representa um aumento de 23,2%, sendo que na cirurgia convencional houve um aumento de 10,9% e na ambulatória 29%.

Também no hospital de dia se verificou um crescimento de 22,1% na atividade, incluindo as sessões de radioterapia que aumentaram em 11,5%.

As sessões de hemodiálise contaram, igualmente, com um crescimento de 6,3% e as urgências diminuíram em 4,3%.

Segundo o CHTMAD, esta realidade traduz “um resultado económico-financeiro com proveitos operacionais em mais 14,8% e custos operacionais em mais 5,3%”.

“Podemos afirmar que os resultados operacionais melhoraram em 44% e o EBTIDA (O lucro antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) melhorou em 62,1%”, salientou o centro hospitalar, com sede social em Vila Real, e que junta ainda os hospitais de Chaves e Lamego.

VEJA AINDA:

ALFÂNDEGA DA FÉ: NÃO HÁ REGISTO DE NOVOS CASOS COVID-19 NAS ESCOLAS

Lusa

VILA VIÇOSA: 14 INFETADOS COM COVID-19 NOS SERVIÇOS DA MISERICÓRDIA

Lusa

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

AÇORES: SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PROLONGADA ATÉ 23 DE OUTUBRO

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa

ALVAIÁZERE: SETE UTENTES E DOIS FUNCIONÁRIOS DE LAR INFETADOS COM COVID-19

Vítor Fernandes