RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

VENDA DE NOVOS VEÍCULOS LIGEIROS ELÉTRICOS CRESCE 78% ATÉ MAIO

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A venda de novos veículos ligeiros de passageiros elétricos (BEV) cresceu 48,4% em maio face ao mês homólogo e 77,9% nos primeiros cinco meses do ano comparativamente com o mesmo período de 2021, avançou hoje a ACAP.

Segundo um comunicado da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), em maio foram matriculados em Portugal 4.403 automóveis ligeiros de passageiros novos elétricos, ‘plug-in’ e híbridos elétricos, menos 0,2% que no mesmo mês de 2021.

Já entre janeiro e maio, as matrículas deste tipo de veículos totalizaram 22.030 unidades, um aumento de 26,4% relativamente ao período homólogo.

O crescimento deveu-se, sobretudo, ao aumento das vendas de ligeiros de passageiros elétricos (BEV, na sigla inglesa, para ‘Battery Electric Vehicle’) que em maio aumentaram em 48,4% em termos homólogos, para 1.278.

Tendo em conta os primeiros cinco meses do ano, a subida homóloga nas vendas de BEV foi de 77,9%, tento totalizado 5.985 veículos.

Os dados da ACAP indicam ainda que os ligeiros de passageiros do tipo híbrido ‘plug-in’ caíram 15,9% em maio em termos homólogos, para 1.237 veículos, tendo registado, no entanto, um aumento homólogo em 1,5% nos primeiros cinco meses, para 6.377 veículos.

Quanto aos ligeiros híbridos elétricos, verificou-se uma descida de 9,4% em maio relativamente ao mês homólogo, para 1.888 matrículas, mas um crescimento de 24,2% de janeiro a maio face ao mesmo período de 2021, para 9.668.

Por sua vez, no mercado de ligeiros de mercadorias de elétricos, ‘plug-in’ e híbridos elétricos, registou-se uma evolução positiva de 70% em maio face ao mês homólogo, com 51 unidades matriculadas.

Em termos acumulados, os ligeiros de mercadorias deste tipo atingiram 317 unidades, um crescimento de 256,2% face ao mesmo período de 2021.

Segundo a ACAP, em maio verificou-se um aumento de 63% nas matrículas de veículos ligeiros de mercadorias novos elétricos (BEV) em comparação com o mesmo mês de 2021, mas em termos acumulados, houve uma queda de 275,6% face aos primeiros cinco meses de 2021.

Quanto ao mercado de pesados, que engloba os tipos de passageiros e de mercadorias, em maio não se verificou qualquer tipo de variação uma vez que não foram matriculados veículos elétricos. Em termos acumulados, de janeiro a maio, não se verificam alterações existindo apenas uma unidade matriculada.

VEJA AINDA:

AUTORIDADE TRIBUTÁRIA DIZ JÁ TER LIQUIDADO 94% DAS DECLARAÇÕES DE IRS

Lusa

AUTORIDADE TRIBUTÁRIA RECONHECE DIFICULDADES TÉCNICAS ENTRETANTO RESOLVIDAS

Lusa

AUDITORIA DETETA DESVIO DE 61 MILHÕES NO NOVO BANCO

Lusa

COMISSÃO EUROPEIA QUER FORMAR UM MILHÃO DE JOVENS EM ALTA TECNOLOGIA

Lusa

UTAD CRIA UM SISTEMA ‘VIGILANTE FLORESTAL’ PARA DETEÇÃO DE INCÊNDIOS

Lusa

AMBIENTALISTAS SAÚDAM FIM DOS MOTORES DE COMBUSTÃO A PARTIR DE 2035

Lusa