REGIÕES

AÇORES FECHAM 2017 COM DÍVIDA DE 41,6% DO PIB

O vice-presidente do Governo Regional dos Açores estimou hoje que a região tenha terminado 2017 com uma dívida de 41,6% do Produto Interno Bruto (PIB), sublinhando ser “menos de metade” da média europeia.

“É este valor real que garante a nossa sustentabilidade”, declarou Sérgio Ávila, falando na Horta, na Assembleia Legislativa Regional dos Açores (ALRAA), num debate de urgência pedido pelo BE sobre o sector público empresarial da região.

Frisando que apenas no final do mês o Instituto Nacional de Estatística (INE) apresentará a globalidade dos dados de 2017, o vice-presidente do executivo açoriano valorizou as “responsabilidades futuras” deixadas pelo executivo com uma dívida pública de “menos de metade da média da União Europeia” e “menos de um terço daquilo que o país tem”.

O indicador da dívida pública inclui, entre outros elementos, as contas das empresas do sector público.

VEJA AINDA:

ALFÂNDEGA DA FÉ: NÃO HÁ REGISTO DE NOVOS CASOS COVID-19 NAS ESCOLAS

Lusa

VILA VIÇOSA: 14 INFETADOS COM COVID-19 NOS SERVIÇOS DA MISERICÓRDIA

Lusa

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

AÇORES: SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PROLONGADA ATÉ 23 DE OUTUBRO

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa

ALVAIÁZERE: SETE UTENTES E DOIS FUNCIONÁRIOS DE LAR INFETADOS COM COVID-19

Vítor Fernandes