AFINAL A SOLIDÃO PODE SER CONTAGIOSA

Um estudo revela que afinal a solidão pode ser contagiosa, e os seus efeitos podem mesmo ser prejudiciais à saúde.

Um novo estudo científico desenvolvido por investigadores dos Estados Unidos revela que a solidão pode ser um sentimento contagioso – e nada saudável para a saúde e bem-estar.

Na investigação, publicada esta semana na revista Journal of Personality and Social Psychology, o psicólogo John Cacioppo, da Universidade de Chigaco, elaborou com a sua equipa uma análise das interações sociais na cidade de Framingham, em Massachusetts.

A equipa concluiu que pessoas solteiras tendem a interagir mais com pessoas também solteiras. As estatísticas confirmam que as pessoas que interagem e comunicam com pessoas solitária tendem, com o passar do tempo, a sentir solidão – ou seja, este sentimento pode ter um efeito contagioso.

Além disso, uma série de outros estudos destacam que a solidão pode prejudicar a saúde, aumentando o risco de contrair determinadas doenças.

Num destes estudos, publicado em abril de 2016, investigadores da Universidade de York e Newcastle descobriram que a solidão e a exclusão social aumentam o risco de contrair doenças cardiovasculares.

De acordo com a investigação, um baixo nível de interação social aumenta a probabilidade de doenças cardiovascular em 29% e o risco de sofrer um derrame em 32%.

ZAP | RUSSIA TODAY

5 COMENTÁRIOS EM “AFINAL A SOLIDÃO PODE SER CONTAGIOSA

  1. Pingback: 8 formas práticas para você aprender a lidar com a solidão - Radar Santa Maria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.