RÁDIO REGIONAL
ARTE & CULTURA

AGOSTO FOI MÊS DO ANO COM MAIS ESPECTADORES NAS SALAS DE CINEMA

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Os cinemas portugueses acolheram, em agosto, 734.835 espectadores, o que significa que foi o mês de 2021 com a maior assistência em sala, mas ainda longe dos dados pré-pandemia, revelou hoje o ICA.

Segundo os dados divulgados pelo Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), em agosto os cinemas registaram 734.835 espectadores e quatro milhões de euros de receita de bilheteira, o que representa quase quatro vezes mais do que agosto de 2020, que contabilizou 280 mil espectadores e 1,5 milhões de euros.

Este ano, agosto é o mês mais concorrido em idas ao cinema, comparando como todos os meses anteriores. Em julho tinham sido 602.548 espectadores e 3,3 milhões de euros de bilheteira.

Apesar desta subida, os dados estão ainda muito aquém da frequência regular dos portugueses nas salas de cinema, pré-pandemia da covid-19, ou seja, antes de março de 2020.

Em agosto de 2019, ainda segundo dados do ICA, os cinemas portugueses contabilizaram 1,8 milhões de espectadores e 9,9 milhões de euros de receita.

O filme mais visto pelos portugueses em agosto nos cinemas foi “O esquadrão suicida”, de James Gunn, no qual entra a atriz portuguesa Daniela Melchior, com 138 mil espectadores.

“Bem Bom”, de Patrícia Sequeira, foi o filme português com mais assistência em agosto, totalizando 80.128 espectadores.

Os dados do ICA indicam ainda que a NOS Lusomundo Audiovisuais lidera o mercado da distribuição de filmes em Portugal, com 51% das receitas de bilheteira, seguida da Cinemundo, com 35,5%.

VEJA AINDA:

GOVERNO FIXA OS PREÇOS DA BOTIJA DE GÁS

Lusa

CHAVES: MARCELO FELICITOU A ACADEMIA DE ARTES PELO PRÉMIO NO WORLD MUSIC CONTEST

Lusa

MERCADO AUTOMÓVEL RECUA 5,9% EM PORTUGAL ATÉ JULHO — ACAP

Lusa

SÓ 20% DA POPULAÇÃO DA ZONA EURO POUPOU MAIS DURANTE A PANDEMIA

Lusa

INFLAÇÃO SOBE PARA 9,1% EM JULHO E ATINGE MÁXIMO DESDE NOVEMBRO DE 1992 – INE

Lusa

INCÊNDIOS E SECA AGRAVAM INFLAÇÃO E DIFICULTAM AS CONTAS DO GOVERNO

Lusa