Connect with us

LOUCURAS

AS “NOVAS BOMBAS” DA RÚSSIA

As belas mulheres e a boa vodka da Rússia: estas são as duas armas mais eficazes de Moscovo para manipular altos funcionários e magnatas estrangeiros; segundo o chefe de contra-inteligência do Serviço de Segurança da Polícia Norueguesa (PST), Arne Christian Haugstoyl, que esta semana lançou uma advertência pública neste sentido.

Data:

em

SPUTNIK

As belas mulheres e a boa vodka da Rússia: estas são as duas armas mais eficazes de Moscovo para manipular altos funcionários e magnatas estrangeiros; segundo o chefe de contra-inteligência do Serviço de Segurança da Polícia Norueguesa (PST), Arne Christian Haugstoyl, que esta semana lançou uma advertência pública neste sentido.

“Recebemos relatos de cidadãos noruegueses que foram chantageados para entregar informações a autoridades russas”, disse ele em declaração à emissora nacional NRK, pedindo mais atenção à situação.

Em uma entrevista anterior à NRK, Haugstoyl explicou como funcionariam as “armas” da inteligência russa:

“Você pode ter bebido muito álcool. A coisa com ‘amigas’ – se você não está numa situação em que isso deveria acontecer… pode haver pressão depois se [de fato] estiver documentado”, disse ele.

Andrei Kulikov, adido de imprensa da embaixada russa em Oslo, rejeitou as acusações de que seu país estaria a fazer chantagem sobre cidadãos noruegueses. “Estas acusações são escandalosas e não passam de mentiras!“, disse o funcionário, citado pelo jornal Telegraph.

Apesar disso, independente de as acusações terem fundamento ou não nas táticas usadas pelos agentes russos, trair os parceiros e beber vodca até cair nunca são ideias muito boas, especialmente se você é uma figura pública. No entanto, convenhamos, trata-se sempre de escolhas pessoais.

Após revelações de Snowden, governo brasileiro passou a utilizar telefones criptográficos, antes ignorados em Brasília

Então, talvez, a Noruega devesse estar mais preocupada com o fato dos seus empresários e políticos terem problemas com o álcool e tendências à traição do que com as supostos “esquemas” da Rússia. Em vez disso, porém, o chefe do PST é rápido em culpar a vodka e as mulheres russas, como se os noruegueses fossem homens inocentes e ingénuos que simplesmente acordam ao lado de uma “femme fatale” de Moscovo, depois de terem sido obrigados a beber todas na noite anterior … Haja paciência.

Esta é Anna Chapman, uma bela e atraente mulher … mas ao serviço da espionagem e serviços secretos da Rússia. Não é dos filmes, é mesmo real !

 

 

AS MAIS LIDAS