REGIÕES

AUTARQUIA DE GAIA ANUNCIA NOVA LIGAÇÃO FLUVIAL AO PORTO

Em causa um transporte fluvial, cujo concurso para a concessão vai ser lançado, disse Eduardo Vítor Rodrigues, no início de janeiro/final de fevereiro e que é para estar no terreno até 2020.

As viagens para os utilizadores terão custo Andante e serão duas de manhã e duas à tarde, num autocarro anfíbio com lotação de 45 pessoas.

Segundo o autarca caberá à câmara suportar os custos da concessão, não sendo para já possível, disse Vítor Rodrigues, fazer qualquer estimativa.

Este autocarro não implica acostagem, uma vez que vai buscar as pessoas às paragens de transporte público.

O licenciamento desta operação depende da Agência Portuguesa do Ambiente e a Área Metropolitana do Porto.

“Comprometi-me a tratar os problemas de mobilidade do interior do concelho e é nesse âmbito que cabe este projeto. O transporte público e o passe único podem ser muito bons, mas temos um problema que é os atravessamentos em hora de ponta. O rio pode e deve ser utilizado como alternativa”, disse o presidente da câmara de Gaia que falava à agência Lusa à margem do evento “Principais investimentos empresariais 2018 e Novas Soluções de Mobilidade Urbana” que decorreu esta manhã na autarquia.

Nessa apresentação foi também apresentado um projeto que visa colocar autocarros anfíbios entre a Afurada e o Centro Histórico de Gaia, mas neste caso para operações turísticas.

Os responsáveis pelo projeto avançaram que este autocarro terá “uma novidade mundial” que é o convite aos turistas para que usem óculos de realidade aumentada.

Assim, entre outras ideias e elementos, os utilizadores poderão fazer a viagem vendo por exemplo balões de São João no meio da paisagem.

Agência de Notícias de Portugal S. A.

VEJA AINDA:

ALFÂNDEGA DA FÉ: NÃO HÁ REGISTO DE NOVOS CASOS COVID-19 NAS ESCOLAS

Lusa

VILA VIÇOSA: 14 INFETADOS COM COVID-19 NOS SERVIÇOS DA MISERICÓRDIA

Lusa

PORTO: RUI MOREIRA ‘SUGERE’ QUE A TAP SEJA INCORPORADA NA CARRIS

Lusa

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

AÇORES: SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PROLONGADA ATÉ 23 DE OUTUBRO

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa