RÁDIO REGIONAL
CIÊNCIA & TECNOLOGIA

O AUTOCARRO DO FUTURO É “MEGA”

O AUTOCARRO DO FUTURO É MEGAnbsp| RÁDIO REGIONAL

Chama-se Transit Elevated Bus (TEB) e passou do papel para a estrada. O mega-autocarro que passa por cima dos automóveis já fez o primeiro teste na China. Depois de ter sido apresentado em Maio deste ano com grande expectativa, o Transit Elevated Bus (TEB) efectuou o primeiro teste real, na cidade de Qinhuangdao, na província chinesa de Hebei.

O teste foi realizado num troço de 300 metros numa estrada com trânsito condicionado, assinala a BBC, dando conta que o mega-autocarro, que anda sobre carris, poderá atingir uma velocidade máxima de 60 quilómetros por hora.

Depois de concluído o primeiro teste, não é ainda certo se o TEB será utilizado nas grandes cidades chinesas, sendo que um dos objectivos do projecto passava por substituir o metro, que implica custos bem mais elevados.

“O TEB tem as mesmas funções do metropolitano mas os custos de construção são inferiores a um quinto”, disse um dos engenheiros envolvidos no projecto à CCTV. De acordo com o responsável um mega-autocarro pode substituir cerca de 40 autocarros convencionais.

Como funciona

O TEB foi apresentado na 19ª edição da Feira Internacional da Alta Tecnologia, que decorreu em Pequim. O mega-autocarro passa por cima dos carros, transporta 1.200 pessoas e ainda é limpo, pois move-se a electricidade e energia solar.

Este mega-autocarro foi desenhado para resolver um dos grandes problemas das urbes chinesas: o congestionamento do trânsito. A isso alia outras vantagens. E acaba, assim, por funcionar essencialmente em três vertentes: como tem carris próprios e passa por cima dos carros, pode prosseguir viagem sem problemas, mesmo que o trânsito esteja parado; cria mais espaço de rodagem para os outros veículos; e reduz a poluição.

O TEB transporta até 1.200 pessoas, que saem pelo tejadilho, através de um sistema de elevador que as deixa nas várias paragens do percurso do autocarro. É nessas mesmas paragens que também podem entrar outros passageiros.

Se houver um acidente, são accionados de imediato travões de emergência e o TEB pára. Nestes casos, o sistema de saída pelo tejadilho não funciona, pois não há uma plataforma onde deixar os passageiros. Mas está tudo pensado: nestas circunstâncias, abrem-se uns “escorregas” laterais, por onde as pessoas podem sair – à semelhança do que acontece nos aviões.

Este sistema de evacuação tem ainda um escorrega interior, para o caso de não ser possível – nem seguro – sair pelas laterais.

É apresentado como uma tecnologia de transporte urbano altamente eficiente e com baixas emissões de carbono, já que é movido a electricidade e energia solar.

Vê aqui o vídeo da apresentação do “mega-autocarro”:

VEJA AINDA:

CP: TRABALHADORES EM GREVE ESTA SEGUNDA-FEIRA POR MELHORES SALÁRIOS

Lusa

NOS E ALTICE DIZEM QUE NÃO ESTÃO LIVRES DE SER ALVO DE ATAQUE COMO A VODAFONE

Lusa

APPLE TERMINA PRODUÇÃO DE IPOD AO FIM DE MAIS DE 20 ANOS

Lusa

GOVERNO ESPERA ‘RESOLVER’ OS PROBLEMAS DE ACESSO EM ZONAS SEM INTERNET

Lusa

CIENTISTAS REUTILIZAM SUBPRODUTO DO BIODIESEL EM RAÇÕES DE PEIXES DE AQUACULTURA

Lusa

LISBOA: ASSEMBLEIA APROVA TRANSPORTES GRATUITOS PARA JOVENS E IDOSOS

Lusa