RÁDIO REGIONAL | PORTUGAL
ECONOMIA & FINANÇAS

CRISE: SANTANDER ACUMULOU 7,5 MIL MILHÕES EM 70 MIL MORATÓRIAS

O presidente executivo do Santander Totta disse hoje, no parlamento, que o banco tem atualmente 70 mil moratórias de créditos no valor de 7,5 mil milhões de euros.

Em audição nas comissões de Economia e Orçamento, Pedro Castro Almeida afirmou que as moratórias de créditos representam atualmente mais de 20% do montante da carteira de crédito de particulares e 40% da carteira de empresas, excluindo crédito ao Estado e a grandes empresas.

As moratórias têm que ver com a suspensão de pagamento de créditos por famílias e empresas, sob determinadas condições.

Já quanto às linhas de crédito para apoio a empresas, com garantia de Estado, o responsável disse que o Santander Totta esteve na “linha da frente” nos últimos anos nas linhas de crédito protocoladas (com apoio do Estado), concedendo um cada cinco créditos, e que isso vai continuar a acontecer.

Para já, na linha Capitalizar 2018 — Covid 19, de valor mais reduzido, o Santander Totta teve uma quota de mercado de 31% ao disponibilizar 120 milhões de euros. Já nas novas linhas, Pedro Castro Almeida indicou que o banco tem aprovados 2.000 milhões de euros que pode vir a atribuir a empresas.

O responsável abriu a sua intervenção na audição parlamentar referindo-se aos trabalhadores dos bancos, afirmando que “no Santander não houve nem haverá ‘lay-off’ nem perda de salários por causa da covid-19”.

VEJA AINDA:

ANTÓNIO COSTA: ‘PORTUGAL TEM DE ESTAR NA LINHA DA FRENTE DA TRANSIÇÃO TECNOLÓGICA’

Lusa

CRISE: PORTUGAL TEM MAIOR QUEBRA DO PIB DA UE NO PRIMEIRO TRIMESTRE

Lusa

MERCADO AUTOMÓVEL COM SUBIDA DE 19,8% ATÉ MAIO COM 77.090 VEÍCULOS

Lusa

ASSOCIAÇÃO LANÇA CAMPANHA DE PROMOÇÃO DA BATATA PORTUGUESA COM SELO COMUM

Lusa

CONSELHO DE FINANÇAS PÚBLICAS ALERTA PARA DESAFIOS DE SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA DO SNS

Lusa

MAIS DE UM QUARTO DAS MULHERES TRABALHADORAS GANHA SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL – ESTUDO

Lusa