RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

CARGA FISCAL ATINGIU NOVOS RECORDES EM 2018

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A carga fiscal aumentou 6,5% em 2018 face ao ano anterior, representando 35,4% do Produto Interno Bruto (PIB) e atingindo o valor mais alto desde 1995, o início da série, segundo dados divulgados hoje pelo INE.

Nas Estatísticas das Receitas Fiscais, o Instituto Nacional de Estatística (INE) refere que a receita dos impostos e das contribuições sociais efetivas atingiu no ano passado os 71,4 mil milhões de euros (mais 4,3 mil milhões de euros que em 2017), crescendo 6,5% em termos nominais, após o aumento de 5,3%, para 34,4% em 2017.

“O crescimento nominal da carga fiscal em 2018 superou o do PIB [Produto Interno Bruto, que foi de 3,6%], determinando um aumento da carga fiscal em percentagem do PIB em 1,0 pontos percentuais, para 35,4%”, lê-se no destaque do instituto estatístico.

VEJA AINDA:

PREÇO DA LUZ NO MERCADO REGULADO DEVERÁ SUBIR 0,2% EM 2022

Lusa

COMBUSTÍVEIS: SONAE ADMITE QUE A SUBIDA DE PREÇOS NO RETALHO É ‘INEVITÁVEL’

Lusa

OE2021: ISV E IMPOSTO DE CIRCULAÇÃO 0,9% MAIS CAROS NO PRÓXIMO ANO

Lusa

OE2022: TAXAS DE IMPOSTO DO TABACO E DE BEBIDAS ALCOÓLICAS SOBEM 1%

Lusa

OE2022: BENEFÍCIO DO IRS JOVEM DEIXA DE TER LIMITE DE RENDIMENTO E ABRANGE RECIBOS VERDES

Lusa

OE2022: SALÁRIO MÍNIMO VOLTA A SUBIR PARA ATINGIR META DE 750 EUROS EM 2023

Lusa