Connect with us

DESPORTO

CHAVES: JOSÉ MOTA QUER ESTAR NA NA LUTA PELO REGRESSO À PRIMEIRA LIGA

O técnico José Mota disse hoje que o Desportivo de Chaves, de regresso à II Liga portuguesa de futebol, quer estar no grupo de candidatos à subida, mas que o mais importante agora é ‘criar um grupo forte’.

RÁDIO REGIONAL

Data:

em

O técnico José Mota disse hoje que o Desportivo de Chaves, de regresso à II Liga portuguesa de futebol, quer estar no grupo de candidatos à subida, mas que o mais importante agora é “criar um grupo forte”.

“Não é neste momento que queremos dizer o objetivo da época, pois pretendemos primeiro criar um grupo forte e ambicioso, e criar uma mística que o grupo tem de ter, identificados com a génese do povo de Trás-os-Montes”, destacou o treinador, em declarações aos jornalistas, antes do primeiro treino da nova temporada, que decorreu no Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, em Chaves, no distrito de Vila Real.

Após três épocas consecutivas no principal escalão, os transmontanos estão de regresso à II Liga, campeonato no qual “há sempre sete ou oito equipas que lutam por objetivos maiores na tabela”, sendo que José Mota quer estar nesse grupo.

O objetivo do conjunto de Chaves é “criar as bases para que os jogadores se identifiquem com a região” e “criar um grupo forte para derrubar as barreiras que vão aparecer ao longo do campeonato”.

Com o plantel ainda em aberto, o treinador, de 55 anos, explicou que é necessário escolher “jogadores com as características do Chaves”, mas lembrou que o clube deve ter “tranquilidade na abordagem dos dossiês, para evitar precipitações”.

Apesar de ter chegado na reta final da temporada passada ao emblema de Trás-os-Montes, não evitando a descida de divisão, José Mota mantém-se no comando e realçou que é necessário lembrar o que foi feito de mal.

“Estas situações ajudam-nos a preparar o futuro. Na nossa vida, existem situações menos agradáveis e temos de aprender com os erros”, vincou.

Fonte do clube adiantou que o guarda-redes João Paulo faz agora apenas parte da equipa satélite, enquanto a equipa técnica de José Mota foi reforçada com o treinador André São Miguel, que na época passada integrou a formação secundária.

Os flavienses já anunciaram a contratação do guarda-redes Igor Rodrigues, de 24 anos, ex-Estoril e emprestado pelo Benfica por uma época, do defesa brasileiro Rafael Viegas, de 25 anos (ex-Vizela), do avançado brasileiro Wagner, de 32 anos (ex-Paços de Ferreira), e do lateral-esquerdo José Gomes, de 22 anos (ex-Penafiel).

O clube já promoveu ainda à equipa principal o avançado João Bachi, de 21 anos, o guarda-redes Samu, de 20 anos, e o médio Hélder Almeida, de 20 anos, todos da equipa satélite e que integram assim a pré-temporada do plantel às ordens de José Mota, juntamente com o defesa Marlon Rangel, os médios Faissal e David Moura e os avançados Mika Borges e João Paredes.

O Desportivo de Chaves, que confirmou em 21 de maio a continuidade de José Mota como treinador para a próxima temporada, divulgou em 24 a contratação de Nélson Lenho para diretor desportivo, substituindo Paulo Grencho, e já anunciou as rescisões por mútuo acordo com os laterais direitos Paulinho e Lionn, o lateral esquerdo Luís Martins, o médio e capitão Bressan e os também centrocampistas Bruno Gallo e Ghazaryan.

LUSA









LINHA CANCRO
MUSIC BOX
WEB-SUMMIT

AS MAIS LIDAS